Falta de resultado é o principal motivo para demissão em empresas

Incompetência técnica e não ter relacionamento com o grupo também influenciam na demissão do profissional

SÃO PAULO – Você acha que seu desempenho na empresa em que trabalha não está sendo dos melhores? Então busque melhores resultados!

De acordo com pesquisa realizada pela Catho Online durante os meses de março e abril deste ano, com 16.207 pessoas, 25,2% dos profissionais são demitidos pela falta de resultados.

Além do desempenho, outro grande motivo para demissão é a falta de competência para o cargo, com 22,9% das respostas.

PUBLICIDADE

O mau relacionamento com outras pessoas no trabalho representa 12% das demissões. A falta de dinamismo e o fato de o profissional ser fraco na supervisão de pessoas também são fatores que os chefes analisam na hora de tomar a decisão sobre quem deve demitir, com índices de 5,4% e 8%, respectivamente.

Motivos para demissão

Confira, na tabela abaixo, mais motivos apontados pelos entrevistados para a demissão:

Motivo%
Para contratar um executivo menos oneroso2,7
O cargo foi eliminado8,0
Tinha problemas de saúde0,8
Era tecnicamente incompetente22,9
Era fraco na supervisão de pessoas8,0
Tinha um negócio paralelo ao emprego1,0
Não se relacionava bem com as pessoas do grupo12,0
Não se relacionava bem com seu chefe2,9
Não obteve os resultados desejados25,2
Não tinha dinamismo suficiente5,4
Faltava ao trabalho com frequência3,6
Chegava atrasado com frequência ao trabalho1,9
Outros5,6

Fonte: Catho Online

Quando o assunto são os níveis hierárquicos, os presidentes, gerentes-gerais ou profissionais de cargos equivalentes também não são poupados. O índice de demissão desses profissionais, por não atingirem os resultados esperados, é de 28,6%. Esse número é menor entre os cargos operacionais e administrativos, de 21,2% e 25,1%, respectivamente.

Nos cargos hierárquicos mais baixos, os profissionais são dispensados principalmente por serem tecnicamente incompetentes e esse índice chega a 27% no caso dos cargos administrativos.

“Cargos hierarquicamente mais elevados exigem profissionais mais experientes e que façam além do exigido, por isso eles são demitidos quando não obtêm os resultados esperados. Já os de níveis hierárquicos mais baixos precisam, principalmente, saber desempenhar a atividade para a qual foram selecionados, assim, ser tecnicamente incompetente é a principal razão para demissão”, explica o diretor de Marketing da Catho Online, Adriano Meirinho.