“Fale de você!”: o que dizer neste momento da seleção?

Profissionais não devem mentir ou serão descobertos; ressalte qualidades positivas e, se perguntado, fale de atividades de lazer

SÃO PAULO – Um costume dos selecionadores é dizer aos candidatos: fale um pouco de você! Nesta hora, enquanto alguns suam frio, por não saberem o que deve ser ressaltado, outros logo começam a falar sem parar. Ambas as atitudes, porém, devem ser evitadas.

Acima de tudo, de acordo com o diretor-presidente da Caliper, José Geraldo Recchia, a pessoa deve focar nas experiências técnicas, se elas ainda não foram ditas.

“Fale do mais atual para o mais antigo, as três últimas experiências, para não demorar muito. Se passou 15 anos numa só empresa, foque mais nas promoções que recebeu do que só em projetos”, disse Recchia.

Características

PUBLICIDADE

De acordo com Recchia, não existe uma regra quanto ao que deve ser dito em relação às qualidades do profissional que busca a vaga.

“Determinadas características, por si só, não são boas nem ruins. Elas dependem da vaga que está sendo disputada. Ser detalhista, por exemplo, é bom na área financeira, mas na Comercial, a pessoa pode ficar atenta a apenas uma qualidade do produto e não conseguir vender”, afirmou.

O que é importante, no entanto, é focar no ponto forte, como a capacidade de persuadir pessoas ou a facilidade em comunicação. Mentir, nem pensar! Por mais que burle a seleção, depois disso você pode ser descoberto e, então, terá apenas perdido tempo e moral.

Vida pessoal

Somente se perguntado, o profissional deve falar da vida pessoal. Conte conquistas e sucessos. “Caso seja casado e tenha uma boa vida em família, é bom ressaltar. Mas não conte problemas pessoais”, disse.

Falar da vida em família é bom para que o selecionador tenha uma idéia de como o profissional equilibra o pessoal e a carreira. Por isso, destaque atividades que faça nos finais de semana para descansar ou aliviar o estresse, como passear no parque e viajar.