AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO da GPC divulga e comenta os resultados da empresa no 3º trimestre

Por Dentro dos Resultados: CEO da GPC divulga e comenta os resultados da empresa no 3º trimestre

Expurgos: lotéricas estão autorizadas a pagar saldos até R$ 300

A Caixa deve utilizar canais alternativos para facilitar o pagamento aos trabalhadores que não têm conta em banco

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Faltando pouco menos de dois meses para o início do pagamento dos expurgos do FGTS, a Caixa já começa facilitar o recebimento do dinheiro por parte dos trabalhadores. Prova disso foi o acordo fechado com as casas lotéricas, onde o trabalhador poderá sacar até R$ 300 do que lhe for devido a título de pagamento dos expurgos. O mesmo valor também poderá ser sacado nos terminais eletrônicos da Caixa.

Benefícios

A medida deverá agilizar bastante o pagamento dos expurgos, pois em junho os primeiros contemplados serão aqueles com saldo a receber de até R$ 1 mil, que receberão o dinheiro em uma única parcela a ser depositada diretamente na conta corrente, ou na conta vinculada do FGTS.

Como muitos destes trabalhadores não possuem conta em banco e têm direito a um saldo relativamente baixo, o que levou a Caixa a expandir as formas de pagamento utilizando canais alternativos, como as casas lotéricas, sindicatos e até mesmo através das empresas que trabalham atualmente.

Já os trabalhadores que têm direito de receber mais de R$ 1 mil, além de receberem seus saldos de forma parcelada a partir de junho, só poderão receber o dinheiro indo diretamente em uma das agências da Caixa.


Pagamento não deve ser adiado

O calendário de pagamento dos expurgos foi definido em meados de 2001, contudo nem todos os bancos responsáveis pelas contas prejudicadas na época dos planos Verão (Jan/89) e Collor I (Abr/90) estão colaborando com a Caixa no repasse dos dados cadastrais dos trabalhadores. Segundo a própria instituição ainda falta receber cerca de 20% das informações sobre os saldos das contas para que os extratos sejam confeccionados e conseqüentemente os pagamentos liberados.

Aprenda a investir na bolsa

No entanto, embora o prazo esteja bastante curto os técnicos da Caixa descartam a possibilidade dos pagamentos serem adiados já que prevêem que os bancos devam entregar o restante das informações dos saldos dos trabalhadores em breve. Como o prazo de envio destas informações venceu em janeiro, os bancos que ainda não enviaram as informações para a Caixa estão sujeitos a multa de 10% sobre o saldo das contas de FGTS que administravam na época.