Expurgos: extratos do FGTS já podem ser consultados pela internet

Para ter acesso aos extratos é preciso ter o Cartão do Cidadão; trabalhador também pode cadastrar senha provisória

SÃO PAULO – Se você faz parte da fatia de trabalhadores que está aguardando o pagamento dos expurgos do FGTS referente aos planos econômicos Verão e Collor I, e ainda não sabe ao certo o quanto terá direito a receber, certamente irá gostar de saber que a Caixa Econômica já disponibilizou as consultas aos extratos através da internet.

O trabalhador poderá checar o saldo de todas as contas de FGTS mantidas da época dos planos econômicos corrigido nos termos do acordo firmado com o Governo. No entanto, para ter acesso a todas estas contas é preciso que o número do PIS/PASEP coincida em todas elas e que os bancos responsáveis já tenham repassado os valores dos saldos para a Caixa.

Como acessar os extratos

Para ter acesso aos extratos o interessado deve procurar uma agência da Caixa e pedir o Cartão do Cidadão, que será utilizado na internet, é possível também cadastrar uma senha provisória no próprio site. Seguindo as instruções do formulário eletrônico, você deverá informar o número do seu PIS, data de nascimento, CNPJ da empresa onde você trabalha atualmente ou da última empresa que trabalhou e data de admissão.

Feito isso, você receberá uma senha para acessar todas as informações sobre a sua conta de FGTS, como saldo disponível do fundo, saldo do PIS, extrato da conta, Termo de Adesão ao acordo com o Governo e o extrato do saldo a receber pelo acordo. Para acessar a página da Caixa Econômica na internet, clique aqui.

Termos de Adesão na internet

Até a semana passada, na internet só era possível aderir ao termo do Governo para receber os expurgos de forma parcelada e com um fator de correção já determinado, e não ter acesso ao saldo a receber.

PUBLICIDADE

Vale lembrar que uma vez assinado o termo, o trabalhador estará cancelando automaticamente qualquer processo judicial referente ao assunto. Portanto, para quem não quer abandonar a luta na justiça, o Termo de Adesão pode ser usado para atualizar o endereço e os dados pessoais, de forma a garantir que o extrato enviado pelo correio chegue com sucesso. Neste caso, não é necessário assinar a ficha formalizando a adesão ao acordo, mas apenas a parte referente ao cadastro. Os trabalhadores que continuam no mesmo endereço receberão os extratos normalmente em suas residências.

Caixa esclarece dúvidas

A distribuição dos extratos para os 13 milhões de trabalhadores, que já preencheram o termo, começou na semana passada. Estes trabalhadores deverão receber seus extratos pelo correio até o final do mês de abril. Para maiores esclarecimentos os interessados podem entrar em contato com os postos de atendimento da Caixa através dos telefones: 11 4196-6601 (grande São Paulo) e 0800-55-0101 (interior e resto do país).