AO VIVO Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Expurgos do FGTS: cerca de R$ 1,7 bilhão não foi sacado

Desanimados pelas longas filas e falta de informação prestada na hora do saque, muitos trabalhadores acabaram não sacando dinheiro

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em junho, quando foi dado início ao pagamento dos expurgos de FGTS, referentes aos planos Verão e Collor 1, as agências e postos de atendimento da Caixa Econômica Federal ficaram lotadas de trabalhadores tentando sacar o que tinham direito. Inicialmente estava previsto o pagamento de R$ 3,555 bilhões aos trabalhadores, dos quais o Governo estimava 84% seriam sacados (ou R$ 3 bilhões).

Trabalhadores não sacaram R$ 1,7 bilhão

Estes recursos contribuíram para que muitas pessoas quitassem suas dívidas, o que ajudou na queda da inadimplência, e também no crescimento, ainda que modesto, das vendas no varejo. Contudo, aproximadamente 32 milhões de contas, para um total de R$ 1,7 bilhão em recursos, ainda não foram sacadas, o que equivale a um saldo médio de R$ 53,12 por conta.

Muitas destas pessoas acabaram desistindo de ir atrás do que têm direito, cansadas de esperar nas filas da Caixa, ou simplesmente desmotivadas pela falta de informação sobre como proceder. Com isto o cronograma de pagamentos acabou atrasando em cerca de cinco meses. O pagamento dos saldos de até R$ 1 mil estava previsto para terminar em 17 de julho, para quantias maiores o valor seria parcelado, com as parcelas sendo pagas semestralmente. O saldo médio a ser sacado era de R$ 100.

Trabalhador não deve desistir

Aprenda a investir na bolsa

Apesar do transtorno para se receber os expurgos do FGTS, o trabalhador não deve desistir do que é seu. Se você tem direito a receber até R$ 2 mil em expurgos, mas ainda não sacou este dinheiro, procure as agências da Caixa em posse de sua carteira de trabalho, RG e PIS. Caso tenha a rescisão dos contratos de trabalho das empresas que fizeram os depósitos no Fundo até abril de 1990 e/ou dezembro de 1988 não deixe de levá-los, pois pode ajudar a agilizar o pagamento.

Se você tem direito a receber apenas R$ 100, então é ainda mais fácil, bastando apresentar um documento de identidade (RG, CP, PIS) para conseguir sacar o seu dinheiro. Em caso de dúvida ligue para o Disque-Caixa no 0800.550101, mas nas cidades cujo código DDD é 11 então o melhor é usar o seguinte número: 4196-6601.