Expurgos: Caixa facilita saque do FGTS para saldos até R$ 100

Trabalhador não precisará apresentar o termo de rescisão para sacar saldos de até R$ 100; basta trazer o RG e cartão do PIS

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Caixa Econômica Federal decidiu facilitar a vida dos trabalhadores que têm até R$ 100 para receber a título dos créditos complementares do FGTS. Em razão do grande número de trabalhadores com direito até R$ 1 mil a receber, as agências da Caixa têm permanecido sobrecarregadas pelo alto fluxo de atendimento a estes trabalhadores, o que acabou fazendo com que a instituição ampliasse o seu atendimento até às 20h durante a semana e também aos sábados.

Termo de rescisão suspenso

Para tentar normalizar o atendimento na rede de agências, de forma a conseguir atender a todos os trabalhadores de forma mais eficiente, a Caixa deixou de exigir que os trabalhadores com até R$ 100 a receber apresentem documentação comprovando o direito ao crédito. Para comprovar que o trabalhador fora demitido sem justa causa e que tem o direito ao saque a Caixa exigia a apresentação do termo de rescisão da época. Contudo, isto era quase impossível, já que o expurgo trata de demissões ocorridas há treze anos atrás.

Talvez você não saiba, mas o beneficiário que ainda esteja trabalhando na mesma empresa desde a época dos planos econômicos Verão (jan/89) e Collor 1 (abr/90) terá seu crédito depositado na conta vinculada do FGTS, isto é, o saque só é permitido para aqueles que se enquadram nas situações previstas pela legislação do FGTS.

Cerca de 90% têm direito ao saque de até R$ 100

A decisão da Caixa em agilizar o pagamento dos expurgos foi publicada nesta segunda-feira, dia 15/07, no Diário Oficial da União. De acordo com a instituição, os bancos passarão a seguir as novas regras a partir do dia 10 de agosto. Desta forma, o trabalhador com direito ao saldo de R$ 100 deverá se dirigir às agências da Caixa, portando apenas a carteira de identidade e o número do PIS.

A maior novidade fica por conta daqueles que ainda não assinaram o Termo de Adesão, pois a Caixa informou que os trabalhadores poderão assinar o Termo na hora juntamente com o saque do saldo.

Aprenda a investir na bolsa

Até o momento foram apuradas cerca de 113 milhões de contas com direito aos créditos complementares, sendo que 90% deste total correspondem aos trabalhadores com até R$ 100 de saldo. A caixa estima que cerca de 85 milhões de pessoas poderão ter os seus saques facilitados com a nova regra da Caixa.

Para que tudo ocorra da melhor maneira possível é preciso fazer um ajuste nos sistemas operacionais da Caixa, mas para que isto seja possível o sistema deve estar desligado. Neste sentido, a Caixa optou por suspender, temporariamente, o atendimento ao público aos sábados. Já o pagamento para quem recebe até R$ 1 mil não sofreu qualquer tipo de alteração.