Remuneração

Executivos foram os que tiveram menor aumento salarial no último ano

Salários dos presidentes avançaram 10,8%, entre 2011 e 2012 de profissionais de nível operacional alta foi de 3,4%

SÃO PAULO – O salário dos executivos foi o que registrou a menor expansão entre os anos de 2011 e 2012, no comparativo com o rendimento do profissionais não executivos e operacionais. Os dados são da pesquisa de remuneração da Mercer, divulgada nesta quinta-feira (13).

O levantamento aponta que neste período o salário dos executivos avançou 5,6%, sendo que entre 2010 e 2011 a alta foi de 5,1%. Por sua vez, os rendimentos dos não executivos subiu 6,1%, entre 2011 e 2012, ante 6,9% no período anterior e o salários dos profissionais operacionais apresentaram valorização de 8,8%, contra 7,9% entre 2010 e 2011.

Cargos
O estudo também avaliou os salários de acordo com os cargos. Os salários dos presidentes apresentaram o maior avanço, 10,8%, entre 2011 e 2012. Os rendimentos dos gerentes seniores e gerentes também registraram aumento, de 0,6% e 1,6%, respectivamente.

PUBLICIDADE

O diretor da Mercer, Márcio Prado, lembra que todos os níveis registraram ganhos no salário base. Destaque para os salários dos profissionais, que apresentaram alta de 7,5% no comparativo entre 2011 e 2012. O rendimento dos profissionais de nível operacional avançou 3,4% na mesma base de comparação.

Estimativas
A pesquisa da Mercer foi feita com 415 empresas, alta de 40% em relação da amostra da pesquisa anterior. Neste ano, a Mercer perguntou para as empresas qual a expectativa de aumento para 2013 para os cargos de executivos, não executivos e operacionais.

De acordo com o levantamento, todas as empresas pretendem aumentar os salários acima da base de inflação, de 4,5%. A estimativa é de alta de 5,6% para os executivos, avanço de 6,7% para não executivos e 8,4% de ganhos para os prifissionais operacionais.