Aplicativo de mensagens é proibido

Executivos do Morgan Stanley deixam banco por uso de WhatsApp

A saída dos executivos veteranos ocorre depois que o banco descobriu o uso de meios eletrônicos de comunicação não autorizados

arrow_forwardMais sobre
WhatsApp
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — Duas pessoas com os cargos de maior peso no departamento de commodities do Morgan Stanley vão deixar o banco por violações de conformidade relacionadas ao uso de ferramentas de comunicação como o WhatsApp, segundo duas pessoas a par do assunto.

Nancy King, responsável global por commodities, e Jay Rubenstein, responsável por trading de commodities, estão saindo, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas. O Morgan Stanley não quis comentar.

O banco é um dos maiores traders de commodities em Wall Street ao lado do Goldman Sachs, JPMorgan Chase e Citigroup.

Aprenda a investir na bolsa

A saída dos executivos veteranos ocorre depois que o banco descobriu o uso de meios eletrônicos de comunicação não autorizados, como o aplicativo de mensagens WhatsApp. Nenhuma irregularidade foi encontrada, mas o uso desses canais de comunicação viola a política do banco, disseram as pessoas.

Bancos de Wall Street restringiram o uso do WhatsApp e de outras plataformas de mensagens instantâneas nos últimos meses. As mensagens no WhatsApp são criptografadas do início ao fim e não podem ser monitoradas facilmente pelos departamentos de conformidade.

No início do ano, o JPMorgan penalizou mais de uma dúzia de operadores por usarem o WhatsApp no trabalho, demitiu um funcionário e cortou o pagamento de bônus do restante.

King e Rubenstein não responderam imediatamente a mensagens com pedido de comentários.

King entrou no Morgan Stanley há 34 anos, negociando petróleo e sendo promovida na divisão de commodities para se tornar a mulher mais graduada do setor em Wall Street. Rubenstein, que muitos consideravam seu provável sucessor, entrou em 2007 em trading de energia e depois assumiu o comando de energia e gás, de acordo com os perfis deles no LinkedIn.

O site SparkSpread informou anteriormente sobre a saída dos executivos.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

PUBLICIDADE