Executivo do Sudeste ganha o dobro de profissional que trabalha no Nordeste do País

Segundo pesquisa, salário de um alto executivo na região mais endinheirada do Brasil varia de R$ 45 mil a R$ 50 mil por mês

SÃO PAULO – Os salários de executivos que trabalham no Sudeste do Brasil chegam a ser o dobro do praticado na região Nordeste, segundo dados da Hays Executive, empresa especializada no recrutamento de profissionais para cargos de alta gestão.

De acordo com a empresa, o salário de um alto executivo na região mais endinheirada do Brasil varia de R$ 45 mil a R$ 50 mil por mês, enquanto que, no Nordeste, a remuneração destes profissionais é de aproximadamente R$ 25 mil.

Quando considerado o Sul do país, a diferença é um pouco menor, já que, na região, o salário médio de altos executivos gira em torno de R$ 30 mil a R$ 35 mil mensais.

PUBLICIDADE

Para a líder da Hays Executive no Brasil, Cynthia Rejowski, o custo de vida mais caro e o mercado altamente competitivo são algumas das explicações para os altos salários praticados no Sudeste do Brasil.

Além disso, diz ela, outras regiões, como o Nordeste, ainda estão se desenvolvendo. “O Nordeste ainda enfrenta desafios na qualificação da mão de obra, reflexo dos desafios da educação na região. Entretanto, essa realidade deve mudar nos próximos anos (…) Com os grandes investimentos realizados no Nordeste, a tendência é que a médio prazo os salários na região sejam mais compatíveis com os do Sul e Sudeste”.

Bônus e benefícios
No que diz respeito aos bônus e pacote de benefícios, a líder da Hays no Brasil explica que, no primeiro caso, também há grandes diferenças entre o Sudeste e as outras regiões, sobretudo o Nordeste, sendo que a bonificação anual no primeiro caso chega a 12 salários e fica em torno de três salários no segundo caso.

Já quando se trata de pacotes de benefícios, Cynthia informa que estes são os típicos para a posição, com carro e os benefícios tradicionais, independentemente da região.