Executivo de banco ganha até 30% a mais no Brasil

De acordo com pesquisa realizada pela Robert Half, depois da crise, a valorização salarial variou de 20% a 30% nos bancos de atacado

SÃO PAULO – Com o fim da crise econômica, os executivos de bancos que trabalham no Brasil viram os seus salários valorizarem.

De acordo com pesquisa realizada pela Robert Half, a remuneração no Brasil é até 30% maior do que a do exterior, sendo que, no período, a valorização salarial variou de 20% a 30% nos bancos de atacado.

Dentre os motivos para a significativa diferença, está o desaquecimento do mercado externo e o aquecimento do mercado interno, influenciado pela rápida recuperação econômica do País.

PUBLICIDADE

Futuro
Para o futuro, segundo análise do gerente da divisão de Mercado Financeiro da Robert Half, Fábio Saad, o setor financeiro, em especial os bancos, devem promover a contratação de novos profissionais.

Nos bancos de atacado, as contratações devem se concentrar em profissionais vindos do exterior para ocupar cargos altos em filiais brasileiras. Já nos de varejo, a expansão deve ocorrer na base da pirâmide organizacional, com os salários variando em torno de até 20% para quem mudar de uma instituição para outra.

Neste último caso, alerta ele, as novas oportunidades serão voltadas aos profissionais que tenham de um a dois anos de experiência, sendo que quem quiser aproveitar as chances que estão por vir, de modo geral, deve investir no aprendizado e aperfeiçoamento da língua inglesa, além de ter a consciência se os seus valores estão alinhados com os da empresa em questão.