Benefício

Evo Morales dobra 13º dos bolivianos em comemoração ao crescimento do país

Segundo o decreto, o 13º será dobrado toda vez que o PIB da Bolívia superar o crescimento anual de 4,5%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente da Bolívia, Evo Morales, aprovou um decreto que dobra o 13º salário dos trabalhadores do setor público e privado. A medida assinada da última quarta-feira (20) estabelece que a partir deste ano, o 13º será dobrado toda vez que o PIB do País superar o crescimento anual de 4,5%. Para este ano, a expectativa é de 6,5%.

Em seu discurso, Morales afirmou que os bolivianos perceberam que as políticas de nacionalização do petróleo e de outros recursos naturais mudaram a economia do país.

Segundo o jornal La Prensa, a iniciativa desagradou os empregadores bolivianos. De acordo com a publicação, muitas empresas podem falir porque não têm dinheiro para pagar o benefício extra.

Aprenda a investir na bolsa

O presidente da Confederação de Empresários Privados da Bolívia, Daniel Sanchez, considerou o dia de ontem uma “quarta-feira negra”. Para ele, a medida é um movimento político que não considera questões econômicas. “A despesa não é sustentável porque é um pagamento que não foi contemplado.”