Etiqueta no trabalho: sua mesa diz quem você é; confira os tipos!

No trabalho, a organização da mesa diz quem é quem, inclusive quem pode ser promovido ou demitido

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Mesa bagunçada, cheia de papéis, ou vazia, sem graça? Parece um tema sem importância, mas o que as pessoas não percebem é que, no trabalho, a mesa diz quem é quem, inclusive quem pode ser promovido ou demitido.

A especialista em etiqueta profissional, Renata Mello, diretora da consultoria de imagem RMML, descortinou os tipos de mesas e o que elas significam.

Tipos de mesa

Confira os tipos de mesas e o que cada um deles diz sobre o profissional:

  • Mesa cheia e organizada: Você é uma pessoa ocupada, mas tem noção do que é prioridade. Além disso, pensa nos outros, já que, mesmo na sua ausência, um colega consegue encontrar documentos importantes em sua mesa, pois tudo está organizado e separado, bem como as pastas estão etiquetadas.
  • Aprenda a investir na bolsa

  • Mesa cheia demais e bagunçada: É uma pessoa ansiosa, que quer abraçar o mundo, fazer tudo. Passa a impressão negativa aos demais de que é desorganizada. Nada bom para quem deseja subir na empresa.
  • Mesa repleta de fotos e objetos decorativos, como pelúcias: A decoração um tanto inusitada revela seu lado frágil e infantil. Parece um profissional que não está pronto para ser promovido, já que falta maturidade. Lembre-se que a mesa do escritório não é a escrivaninha da sua casa!
  • Mesa vazia demais: Denota frieza. Pode dar a entender também que a pessoa está apenas de passagem, com pouca vontade de estar ali. Outra hipótese: a pessoa não se sente bem naquela empresa. Além disso, uma mesa sem nenhum caderno ou papéis e pastas pode revelar ao chefe que o profissional tem pouca coisa para fazer.