Baixa auto-estima profissional: você sabe o que é Burnout?

Doença é resultado do tripé: exaustão emocional, despersonalização e reduzida realização profissional

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Pressão, tensão e concorrência. Estes fatores presentes no ambiente de trabalho podem levar ao assédio moral, humilhações e constrangimentos, que provocam estresse nos profissionais.

Muito mais sério do que isso, este tipo de clima de trabalho pode provocar a síndrome de Burnout em funcionários. De acordo com a médica psiquiátrica, Dra. Carmen Lúcia Schettini, a doença é a condição que resulta do estresse profissional e emocional que os trabalhadores vivem no seu dia-a-dia, muitas vezes associado ao assédio moral.

Efeitos da síndrome

Entre os sintomas da doença, está o cansaço e o sentimento de falta de esperanças quanto ao futuro profissional. “A síndrome evidencia um sentimento de insatisfação com as atividades realizadas no trabalho, baixa auto-estima, sentimento de fracasso profissional e desmotivação”, disse a médica.

PUBLICIDADE

Insatisfeitos, os funcionários sofrem em silêncio e acabam por prejudicar o próprio desempenho e chegam ao ponto de se desligarem da empresa, momento em que buscam um tratamento adequado e amparo nas leis do trabalho.

Tripé

De acordo com psicólogo Dr. Paulo Cesar Porto Martins, vários fatores contribuem para a síndrome, mas existe um tripé que simplifica a doença, composto pela exaustão emocional, a despersonalização e a reduzida realização profissional.

O primeiro fator traz a sensação de estar dando o máximo de si e de incapacidade de evolução e o segundo mostra a falta de personalidade para minimizar a exaustão e o fato do profissional tratar com indiferença o próximo. Já o terceiro fator faz o profissional não ver sentido nas atividades, as quais se tornam um peso para ele.