coaching

Esse tipo de profissional tem salário de até R$ 50 mil por mês (e você pode ser um)

“Nós não acreditamos em crise”, afirma master coach da Sociedade Latino Americana de Coaching

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O coaching pode ser uma solução para quem deseja mudar de profissão, realizar novos objetivos em sua carreira ou mesmo alcançar metas pessoais. Nos últimos oito anos a procura por coaches aumentou em média 300% ao ano no Brasil, e continua crescendo apesar da crise que o país enfrenta.

“Os números só tem aumentado, acredito que porque temos o foco na solução. Nós não acreditamos em crise”, afirma Tália Jaoui, master coach trainer da Sociedade Latino Americana de Coaching (Slac), organização que já treinou mais de 22 mil coaches no Brasil.

Além de realizar treinamento em praticamente todo o território nacional, a Slac recebe profissionais de vários países da América Latina e vai expandir os cursos para Chile, Colômbia e Peru, em 2016.

PUBLICIDADE

De acordo com levantamento realizado pela Slac, a média salarial de um coach no país é de R$ 12 mil, considerando o valor da sessão de R$ 200. Mas esses números podem variar muito, tudo depende de quantas pessoas você consegue atender por dia e o valor cobrado em cada sessão.

“É possível ganhar até R$ 50 mil, depende que tipo de formação você tem, coach de vida, executivo ou master. E quem são os seus clientes”, afirma Jaoui. “A contratação de um coach pode representar ganho de milhões, então vale a pena pagar R$ 2.500 por uma sessão”, completa.

Um estudo da Fortune 500 mostra que empresas que passaram a utilizar o processo de coaching como parte do desenvolvimento de seus líderes conseguiram registrar um aumento de 43% na satisfação de seus clientes externos. Além disso, a relação entre clientes internos gerou um nível de satisfação na casa de 38%. Esses benefícios foram apurados durante um período de 6 meses de utilização do processo de coaching.

A formação e certificação internacional em coaching (PCC, na sigla em inglês) possui carga horária de 120 horas, sendo 80 horas presenciais distribuídas em 2 módulos. Estes módulos são realizados em duas etapas, de 4 dias cada um, com intervalo de 1 mês entre os módulos e 40 horas de ensino à distância. Ao final do curso, o aluno receberá o título de coach professional. O certificado é reconhecido pela international association of coaching, órgão internacional que regulamenta o uso e a prática de coaching nos Estados Unidos, e é representado no Brasil pela Slac. 

Claro que a certificação é apenas o começo. Após formado, é preciso se aprofundar nos processos e metodologias. Depois de terminada a formação, é necessária aproximadamente mais 100 horas, o equivalente a 70 sessões, para iniciar uma carreira.