Especialização no exterior? Volta para Brasil pode ser vantajosa

Cenário indica escassez de profissionais qualificados no país. Por isso, há mais vagas abertas e salários estão mais altos

SÃO PAULO – Muitos profissionais escolhem por se dirigir a outro país para realizar uma especialização. Com isso, adquirem experiência em determinada área ou aprendem novidades ainda não trazidas ao Brasil.

A volta ao país pode ser adiada por aqueles que sentem medo e têm incerteza quanto ao futuro profissional na terra natal, mas deve ser pensada pelos que se especializaram, já que a situação brasileira indica que a volta pode ser um bom negócio.

Isso porque o profissional brasileiro mais qualificado está em alta no mercado. Uma prova disso é pesquisa realizada pela consultoria Right Management, que concluiu que apenas de junho a julho do ano passado a oferta de vagas para os profissionais mais especializados aumentou 30%.

Quadro atual

PUBLICIDADE

A tendência está impulsionando as empresas a reterem seus funcionários e atraírem outros, com promoções de cargos e salários mais altos.

De acordo com a consultora de Recursos Humanos, Andréa de Paula Santos, os executivos devem aproveitar esta “onda de aquecimento”. “As empresas começam a prestar mais atenção na forma de reter seus talentos e há uma briga muito acirrada por eles, até porque não existe esse perfil aos montes no mercado”, disse Andréa ao boletim Administrador Profissional, do Conselho Regional de Administração de SP.

Especialização não é tudo

Para quem pensa que apenas a necessidade das empresas em reter profissionais especializados basta para que consiga um emprego, é melhor rever seus conceitos. Apesar de sair na frente no mercado de trabalho por causa disso, é preciso ter certas habilidades para conquistar a vaga.

A primeira delas é ter capacidade de se relacionar com pessoas de diferentes personalidades e ainda saber liderar grupos. Além disso, é preciso domínio em idiomas e comprometimento com a companhia em que irá trabalhar.