Especialista em gestão de pessoas aponta as carreiras que estão em alta

Dentre elas, estão as áreas que envolvem revisão de processos, de projetos e de produtos, por conta da crise

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Você sabe quais são as carreiras que estão em alta atualmente? A resposta pode ser bastante interessante para quem inicia uma vida profissional ou precisa fazer mudanças, por conta de uma situação imposta pela crise, como a demissão.

De acordo com a empresa de soluções em gestão de pessoas, Projeto RH, devido à necessidade de readequação das organizações à nova realidade do mercado, as áreas que envolvem revisão de processos, de projetos e de produtos estão em alta.

Porém, também existem vagas em aberto nos segmentos de auditoria, contábil, planejamento e financeiro, além das vagas relacionadas à sustentabilidade.

A crise

Aprenda a investir na bolsa

Conforme explicou a diretora presidente da Projeto RH, Eliane Figueiredo, a crise impactou bastante no setor de recrutamento. “Algumas contratações foram interrompidas, porém outras áreas ficaram aquecidas”, explicou.

Com os impactos da crise em diferentes setores, as empresas têm buscado formas de se adaptar à nova realidade. Com isso, a demanda por revisão de processos internos, seja em linha de produção ou em modelos de venda e compra de produtos, fez aumentar a procura por pessoas especializadas.

Sustentabilidade

Além disso, carreiras ligadas à sustentabilidade e ao meio ambiente têm expectativa de serem bastante requisitadas, principalmente a curto prazo, pelas empresas de grande porte. “Este é o conselho que eu daria para um filho: uma ótima aposta para o futuro é buscar uma profissão ligada à sustentabilidade e com a preocupação com o meio ambiente”, alerta Eliane.

De acordo com a empresa, em relação às profissões ligadas ao mercado de TI (tecnologia da informação), a aposta seria em desenvolvimento de soluções.

Moda

Eliane afirmou que, apesar dessas carreiras estarem em alta, não é indicado escolher uma profissão ou um novo caminho profissional deixando-se levar pelo que está “na moda”, já que o mercado é muito cíclico.

“Hoje em dia, o trabalho é em equipe e dentro de várias redes. Quanto mais resiliente for o profissional, quanto mais habilidades ele tiver para lidar com uma mudança, mais apto estará para enfrentar o mercado que vem pela frente, independentemente da área em que atua”, orienta a diretora.

PUBLICIDADE