Educação

Espanha elimina vestibular para estrangeiros estudarem no país

Universidades estimam que a medida vai aumentar a demanda de estudantes

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ministério da Educação da Espanha aboliu o vestibular unificado para estrangeiros que desejam ingressar em uma das universidades do país; a medida foi publicada no BOE (Boletim Oficial do Estado).

De acordo com o site Rádio Panamá, a liberação do vestibular, conhecido como “Seletividade”, será gradual e terminará completamente entre 2017 e 2018, de acordo com a LOMCE (Lei para a Melhoria da Qualidade da Educação).

Com isso, todas as universidades terão autonomia para fazer seus próprios processos seletivos. As instituições esperam que esta alteração aumente a demanda de estudantes, principalmente da América Latina e do Norte de África. 

PUBLICIDADE

Atualmente, cerca de sete mil estrangeiros ingressam todo ano no ensino superior na Espanha e, de acordo com a Unesco, quase 55 mil estudantes de outros país cursam graduação ou pós-graduação no país, sendo a maioria da Colômbia, Itália, Equador, Peru e Marrocos.