Equilíbrio é a palavra de ordem para manter a saúde e aproveitar as férias

Como nas férias temos muito tempo livre à disposição, não sabemos como administrar esse tempo em prol da saúde

SÃO PAULO – “As férias deveriam ser uma pausa na correria do dia-a-dia, com mais tempo livre para curtir a família e os amigos, bem como para se alimentar melhor. Apesar disso, o que percebemos é uma confusão entre descanso e lazer, marcada por excessos alimentares, uma guinada no sono e sedentarismo”, alerta a endocrinologista Ellen Simone Paiva, diretora do Citen, Centro Integrado de Terapia Nutricional.

Por isso, há pessoas que retornam das férias com a sensação de que perderam tempo, não descansaram e, ainda por cima, engordaram. Para Ellen, é comum a reclamação da rotina puxada. Entretanto, nem imaginamos o grande benefício que a rotina nos traz. “Levantar cedo, comer em horários certos, trabalhar, estudar e dormir antes da meia-noite torna a vida mais produtiva, mantém o equilíbrio biológico e contribui para que tenhamos hábitos mais saudáveis”, garante.

Férias que prejudicam a saúde

Como geralmente nas férias temos muito tempo livre à disposição, não sabemos como administrar esse tempo em prol da saúde. “Dormimos de madrugada e acordamos no meio do dia, não realizamos nenhuma refeição completa, substituímos o almoço e o jantar por lanches, passamos as horas na frente da televisão, não desgrudamos do computador… Tudo isso buscando relaxar”, diz.

PUBLICIDADE

Isso significa que, se é costume nos queixarmos da rotina que não permite comer corretamente e força a ingestão de alimentos industrializados, às vezes muito calóricos, quando temos a chance de reverter o quadro, pioramos tudo. Nas férias, continuamos sem jantar e comendo alimentos pouco naturais. Quem nunca ouviu alguém dizer: “engordei, porque estava de férias”?

A endocrinologista afirma que o lazer pode, muito bem, ser um aliado da saúde. “Jogar futebol com os filhos e andar de bicicleta, por exemplo, são atividades compatíveis com as férias e que não estragam o entretenimento. Após a brincadeira, também deve haver espaço para comer bem, pois há um gasto mais alto de calorias do que se estivesse sentado no escritório ou no banco da faculdade”, explica.

Organizando o dia-a-dia nas férias

Em primeiro lugar, tudo bem, não é preciso acordar tão cedo, no entanto, não aproveite para dormir demais. “Quem se levanta às 6 ou às 7 horas, não pode passar a acordar após as 9 horas, para não comprometer o ritmo alimentar do dia e o sono noturno”, recomenda a médica.

Além disso, não deixe de jantar. “As pessoas acreditam que, ao almoçar tarde, e com o calor do verão, não terão tanta fome à noite, por isso acabam fazendo lanches noturnos, no lugar de jantar. É um erro. Como é normal ir para a cama mais tarde nas férias, esse lanche deve ser ao menos substancioso, para que não sobre espaço para um sorvete ou para uma macarronada antes de dormir”, completa.