Ensino superior garante ganho 50% maior, mostra pesquisa da OECD

Dados mostram que completar faculdade faz profissional ganhar 50% mais do que quem não passou do ensino médio

SÃO PAULO – Os ganhos dos profissionais crescem de acordo com o nível de educação. Uma pessoa com ensino superior, por exemplo, chega a ter um rendimento, pelo menos, 50% maior do que alguém que não chegou sequer ao ensino médio.

Com relação à diferença de sexo dos profissionais, a situação é ainda mais alarmante. As mulheres com o mesmo nível educacional dos homens chegam a ganhar apenas metade do que eles recebem. Os dados são da pesquisa Education at a Glance 2007, realizada pela Organisation for Economic Cooperation and Development (OECD) e divulgada nesta terça-feira (18).

Mercado de trabalho

As pessoas com maior nível de educação também têm mais chances de entrar no mercado de trabalho. Aqueles que completaram o ensino superior estão mais empregados do que as pessoas que terminaram o ensino médio. Ainda de acordo com a pesquisa, as pessoas de menor nível educacional têm menos possibilidades de conseguir um emprego.

PUBLICIDADE

Na comparação entre homens e mulheres, a chance de eles conseguirem um emprego sem completar o ensino médio é 23 pontos percentuais maior do que entre as mulheres. O índice cai para 10 pontos nos níveis de educação mais altos.

Brasil é o que menos investe

Dentre 23 países, o Brasil é o que menos investe em educação, segundo dados do estudo. Por estudante, o valor é um pouco superior a US$ 1.000, em todos os níveis de educação.

Os países da OECD, no entanto, gastam US$ 7.572 por estudante anualmente, sendo US$ 5.331 no nível primário, US$ 7.163, no secundário, e US$ 14.027 por estudante do ensino superior. Os dados mostram que o gasto com um estudante no primário dobram quando ele chega à faculdade.