Engenheiros lideram lista dos maiores aumentos salariais em um ano

Estudo da Catho Online mostra que os engenheiros agrônomos obtiveram aumento médio de 38,2% em maio, frente a 2010

SÃO PAULO – Em um ano, a média salarial dos engenheiros agrícolas e agrônomos foi a que mais cresceu, segundo levantamento feito pela Catho Online.

A pesquisa, com dados de 1874 cargos de 218 áreas de atuação profissional e 48 ramos de atividade econômica de 21 regiões do País, mostra que, em maio, na comparação com maio do ano passado, o aumento foi de 38,2%.

Dentro da área, engenheiros agrônomos sênior receberam em maio uma média de R$ 5.965; no nível pleno, a média apurada foi de R$ 4.496 e; no nível júnior, a média foi de R$ 3.863.

PUBLICIDADE

No segundo lugar, dentre as áreas, ficou a edição de fotografia, que obteve um aumento médio de 25,4%. Na área, as maiores médias salariais ficaram com o editor de fotografia (R$ 2.590), fotógrafo (R$ 1.702) e assistente (R$ 1.346).

Em terceiro lugar, os professores de ensino superior obtiveram a terceira maior alta salarial, de 21,8%, com destaque para professor doutor (R$ 3.035), professor especializado (R$ 1.888) e professor graduado (R$ 1.478).

Engenharia lidera
Das dez atividades cujas médias salariais registraram os maiores crescimentos em maio, frente a maio de 2010, sete são da área de engenharia.

“Esta alta ocorreu em grande parte devido ao crescimento da economia e ao aquecimento dos setores de infraestrutura, como Construção Civil, Mineração e setores ligados à Extração de Petróleo e Gás, que demandam por profissionais voltados a área de Engenharia”, explicou em nota o diretor da pesquisa, Marco Soraggi. 

Os profissionais da área de engenharia Geológica e cartográfica conseguiram no período um aumento de 21,4%. Na área, a melhor média salarial é do coordenador, supervisor ou chefe, que recebe R$ 9.239, seguido do geólogo sênior (R$ 8.512) e do pleno (R$ 6.522).

Engenheiros de Minas conseguiram em um ano um aumento de 21%, seguidos dos engenheiros de Petróleo, Óleo e Gás, de 20,8%, de engenheiros do Meio Ambiente (20,4%) e de Alimentos, que conseguiram um aumento de 20,2%.

PUBLICIDADE

Na última colocação da lista aparecem os profissionais da área de engenharia civil, com aumento de 19%. Nessa área se destacaram o gerente (R$ 11.134), engenheiro sênior (R$ 7.801) e estagiário (R$ 933).

Antes dessa área, os profissionais de Comunicação Social e Educação obtiveram o nono maior aumento em maio, frente a maio de 2010, de 19,3%.