Engenharia Mecânica: criatividade é maior aliada do conhecimento

Mais do que desenvolver projetos e instalações, profissional precisa ser capaz de lidar com qualquer equipamento

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Se considerarmos o número de máquinas e equipamentos utilizados nas indústrias, chegamos à conclusão de que o campo de atuação do Engenheiro Mecânico não tem fim, certo?

Antes de qualquer resposta, é bom esclarecer o quanto o trabalho deste profissional está ligado a outras áreas. Costuma trabalhar com engenheiros eletricistas, de materiais, de produção e de automação e controle, na montagem e automação de sistemas, na manutenção de aeronaves e na indústria de eletroeletrônicos.

Para você ter uma idéia melhor, dois exemplos: em processos ele divide espaço com o engenheiro químico, assim como na geração de energia trabalha diretamente com o engenheiro elétrico.

O que faz o engenheiro mecânico?

Aprenda a investir na bolsa

O profissional graduado em engenharia mecânica é capaz de lidar com qualquer tipo de formação mecânica e seu raciocínio lógico-matemático é bastante desenvolvido.

Dentro da indústria, o engenheiro mecânico desenvolve projetos, trabalha no planejamento, desenho ou execução de processos e equipamentos mecânicos e eletromecânicos, veículos, eletrodomésticos, brinquedos, sistemas de produção e instalações industriais.

Na área de manutenção, o profissional desenvolve suas tarefas nos setores de instalações elétricas, sanitárias, tubulações, entre outros.

Onde trabalhar?

O engenheiro mecânico pode trabalhar em pólos petroquímicos, empresas de manutenção e assistência técnica, nas indústrias têxteis, metalúrgicas, siderúrgicas, automobilísticas, aeronáuticas e empresas de transporte, concessionárias de veículos, entre outras. Pode optar pelo trabalho autônomo, tanto em empresas públicas quanto privadas, seja em serviços, no comércio ou na indústria.

Será que você tem perfil para trilhar este caminho? Bem, espera-se que o profissional possua algumas características marcantes para o exercício da sua carreira, entre elas, o raciocínio rápido, a criatividade, a exatidão, a organização, a capacidade de trabalhar em grupo, o conhecimento de pelo menos uma língua estrangeira, informática e afinidade com as ciências exatas.

A duração média do curso é de cinco anos, e a grade curricular é composta por três grupos de disciplinas: de formação básica (matemática, física, química, mecânica, desenho etc), de formação geral (matérias relacionadas às ciências sociais, administração, economia e meio ambiente) e de formação profissional (ciências térmicas, projetos de fabricação e mecânica dos solos, por exemplo).

PUBLICIDADE