On-line

Empresas podem economizar R$ 400 mil com uso de conferência remota

Para 51% dos entrevistados e o futuro ideal é aumentar o uso de conferência em reuniões com parceiros e fornecedores

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Pensando em otimizar tempo e recursos e reduzir custos com viagens corporativas, as companhias estão investindo em transações via conferência remota para gerar economia às empresas.

O diretor de mobilidade corporativa do Grupo Alatur, Mateus Passos, diz que a economia gerada com o uso de conferência é muito grande. Uma empresa que tem R$ 6 milhões de budget para as viagens do ano pode economizar cerca de R$ 400 mil se reduzir em 10% os encontros presenciais”, explica.

Teleconferência é o futuro ideal
Dados da pesquisa da Trip Purpose, realizada com 201 membros da ACTE (Association of Corporate Travel Executives) na América do Norte, Europa, Oriente Médio, África e Ásia, mostra que 51% acredita que o futuro ideal é aumentar o uso de conferência em reuniões com parceiros e fornecedores.

PUBLICIDADE

Para 42% dos entrevistados as conferências devem crescer no uso de suporte ao cliente. Entre os que acreditam que essa tecnologia será utilizada tanto para realização de vendas e desenvolvimento de negócios, quanto para grandes eventos internos, a porcentagem é de 30%.

Embora seja uma tendência, o diretor do Grupo Alatur explica que a conferência remota pode não extinguir o relacionamento face to face. Segundo ele, os encontros remotos além de maior agilidade nas decisões, reduzem custos, geram menos impacto no meio ambiente e proporcionam melhor qualidade de vida aos funcionários.