Empresas familiares querem profissionais de multinacionais

Segundo consultoria, este movimento já acontece há quatro anos, tendo se intensificado no início de 2011

SÃO PAULO – O número de empresas pequenas e familiares que buscam profissionais de multinacionais está crescendo, segundo revelam dados divulgados pela consultoria Hays – empresa especializada no recrutamento para média e alta gerência.

De acordo com a consultoria, este movimento já acontece com alguma regularidade nos últimos quatro anos, sendo que, entre 2010 e 2012, esta busca cresceu cerca de 40%.

“Os profissionais que fazem essa troca estão em busca de mais autonomia, visão de dono de negócio, pacote total de salário condicionado ao desempenho do grupo como um todo e uma gestão com impacto direto junto ao dono da empresa”, explica o diretor da Hays em São Paulo, Gustavo Costa.

PUBLICIDADE

Além disso, normalmente, esse executivo atingiu o topo de sua função em um grande grupo, mas se sente engessado na carreira.

Vantagens
Ainda conforme o levantamento, em geral, quem opta por sair de uma multinacional para trabalhar em uma empresa familiar vai encontrar uma posição de destaque. Isso porque os empresários buscam pessoas com ótima qualificação técnica e experiências em processos e estão dispostos a “pagar” por isso.

“Muitas vezes o dono da empresa não tem o conhecimento aprofundado de uma ou outra área mais específica, como finanças, marketing ou engenharia. Ele percebe que sozinho não consegue mais levar o negócio adiante e precisa contratar alguém de fora”, diz Costa, que completa: “para atrair esse profissional, as empresas familiares oferecem grandes participações no negócio, salários compatíveis com o mercado e benefícios diferenciados – como horário flexível e autonomia”.

No que diz respeito às desvantagens, a consultoria lista a forte exposição (que exige segurança do profissional), a menor estrutura, menos recursos para investir e o menor poder de negociação com o mercado, sobretudo, fornecedores.

Dessa forma, sugere, antes da troca, o profissional deve estudar muito sobre a atuação da empresa e qual será sua função para evitar arrependimentos.