Empresas familiares: 40% estão na primeira transição de gerações, diz estudo

Nesta fase, essas empresas ainda estão sob a liderança ou forte influência de seus fundadores, aponta pesquisa

SÃO PAULO – No Brasil, 40% das empresas familiares são jovens e estão vivendo a primeira transição de gerações, segundo um estudo realizado pela consultoria Höft, com empresas entre 18 e 90 anos de idade de todas as regiões do País.

O levantamento aponta que uma das características dessas empresas é que elas estão sob a liderança ou forte influência de seus fundadores.

Entretanto, o modelo societário utilizado na primeira geração não se transfere para a segunda.

PUBLICIDADE

Já 50% dos entrevistados estão em um estágio em que há convivência de duas gerações adultas que buscam articulação coletiva, o que representa uma nova relação societária.

Planejamento de sucessão
A pesquisa indica ainda que apenas 7% das empresas familiares têm um planejamento de sucessão com o envolvimentos de todos, clareza dos papéis e responsabilidade.

Elas se preocupam com a formação das novas gerações para o papel dos sócios. Além disso, também têm familiares com planos de realização e perspectivas de ampliação do patrimônio da empresa.