Mudança

Empresas e Tribunais estão mais flexíveis com o dress code

Devido as altas temperaturas, o Tribunal de Justiça de São Paulo tornou opcional o uso de terno e gravata

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A alta temperatura das últimas semanas tem castigado os profissionais, principalmente, os homens que trabalham com roupas menos agradáveis para o verão. Entretanto, algumas empresas se mobilizaram com a situação e liberam um vestuário mais “leve”.

O Tribunal de Justiça de São Paulo, por exemplo, tornou opcional o uso de terno e gravata nos fóruns e prédios do TJ. Dessa maneira, os homens podem deixar o paletó e a gravata em casa e irem trabalhar de calça e camisa social. A medida é válida até 21 de março.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e do Espírito Santo também liberaram a obrigatoriedade do terno.

PUBLICIDADE

Casual todos os dias
A Totvs anunciou esta semana uma mudança na obrigatoriedade da vestimenta de seus funcionários. O novo dress code permite o uso de bermudas de sarja ou jeans. Além disso, de camisetas polo, legging, rasteirinhas, sneakers e tênis menos esportivos.

Com novo código de vestimenta, a empresa acabou com o casual day às sextas-feira. “Começamos a nos perguntar por que podíamos usar algo mais despojado em apenas um dia da semana. Agora, todo dia é casual. Isso envolve, inclusive, o uso de bermudas”, afirma o diretor de Recursos Humanos da Totvs, Cristiano Brasil.

A empresa explica ainda que a mudança está alinhado ao novo conceito da marca. “O novo jeito de se vestir da companhia é mais simples e mais conectado à nova geração.”

No Hotel Urbano, o uso de roupas mais “frescas” não é novidade. Desde a criação da empresa em 2011 tantos os profissionais que trabalham no escritório no Rio de Janeiro como de São Paulo podem utilizar bermuda no ambiente de trabalho.

“O uso da bermuda não atrapalha em nada no rendimento profissional, pelo contrário, serve de incentivo nos dias de calor”, afirma o cofundador do Hotel Urbano, João Ricardo Mendes.