Empresas de recolocação ou transição de carreira: quando recorrer a uma ou a outra?

Em linhas gerais, a primeira, auxiliará quem quer se recolocar no mercado; já a segunda dará ao profissional as ferramentas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As empresas que promovem recolocação ou transição de carreiras estão cada vez mais se tornando comum no mercado. Entretanto, qual o momento certo de recorrer a um serviço ou outro?

Segundo a diretora de projetos do Grupo Foco, Fabiana Morgado Gabrielli, em primeiro lugar, é preciso ter claro que uma empresa de transição de carreira faz um trabalho diferente daquela especializada em recolocação.

Em linhas gerais, a primeira, diz ela, dará ao profissional as ferramentas para que ele próprio consiga atingir os seus objetivos profissionais. Já a segunda, por meio do networking, auxiliará o trabalhador que quer se recolocar no mercado.

Aprenda a investir na bolsa

Fazendo a transição
De acordo com a consultora do Grupo Soma, Jane Souza, uma empresa especializada em transição de carreira deve ser procurada quando o profissional identifica uma estagnação na carreira e possui uma forte necessidade de mudança.

Além disso, explica Fabiana, é comum que profissionais que desejem buscar aperfeiçoamento, ou que estejam sentido um certo desconforto na atual relação de trabalho, também procurem por estas empresas.

“O serviço de transição de carreira faz com que o profissional saia da zona de conforto. Este serviço ajuda a pessoa a se reconhecer e, por meio de um plano de ação, alcançar os seus objetivos”, completa a diretora do Grupo Foco.

No caminho da recolocação
Já o serviço de recolocação de profissionais, ao contrário do que o nome pode sugerir, pode ser procurado tanto por profissionais que estão empregados como por aqueles que estão de fato fora do mercado.

No primeiro caso, diz Jane, o serviço é aconselhado para aqueles que estão desmotivados e procuram uma nova ocupação. Já no segundo, diz ela, não raro a procura se dá mais por parte de profissionais que perderam o emprego e encontram dificuldades para se recolocarem no mercado por conta de ter ficado muito tempo em uma mesma empresa, ou pelo fato de possuir na antiga companhia um alto salário.

Para não cair em golpes
Independentemente do serviço procurado, as duas especialistas orientam os interessados a terem muita atenção na hora de contratar uma empresa.

PUBLICIDADE

Assim, desconfie de promessas muito encantadoras, verifique se a empresa possui um registro e, no caso das virtuais, se têm um endereço físico. Outra atitude importante é verificar a existência de reclamações judiciais e trabalhistas.

Além disso, antes de fechar qualquer contrato, leia-o com muita atenção e busque referências da empresa tanto na internet como entre profissionais de RH (Recursos Humanos) e pessoas que já utilizaram tal serviço.