Empresas brasileiras devem aumentar quadro de funcionários até 2020

Sergundo a Firjan, engenheiros e técnicos em sistemas de informação estão entre os preferidos da lista

SÃO PAULO – Um recente levantamento da Firjan apontou que a maioria dos empresários nacionais (70%) tem a pretensão de ampliar o quadro de funcionários até o ano de 2020. Os dados fazem parte da pesquisa “Perspectivas Estruturais do Mercado de Trabalho na Indústria Brasileira – 2020”, que contou com a participação de 402 empresas do País.

De acordo com o levantamento, a demanda promete ser maior entre os trabalhadores de engenharia, compras, da área comercial, de gestão em qualidade e de tecnologia da informação.

“As profissões do futuro serão os supervisores de produção em indústrias de transformação de plástico, os engenheiros de petróleo, os técnicos em sistema de informação e os trabalhadores de tratamento de superfícies de metais e compósitos”, informa a pesquisa.

PUBLICIDADE

Outross profissionais mencionados pelo levantamento são os engenheiros de mobilidade, técnicos em mecatrônica, biotecnologistas, engenheiros ambientais e sanitários e, por fim, os desenhistas técnicos em eletricidade, eletrônica e eletromecânica.

Melhores perspectivas
O estudo aponta ainda quais são as nove profissões do futuro, conforme os maiores índices de perspectivas profissionais.

Segundo este quesito, por exemplo, foi observado que, na área de produção, quase 67% dos entrevistados pretendem oferecer novos postos de trabalho, enquanto 51,1% do empresariado planeja ampliar o número de funcionários da área de gestão.

“As projeções de contratações foram predominantes em todos os segmentos da área de produção, mas a procura certamente será por profissionais com, pelos menos, um curso técnico”, detalha a pesquisa.

Intenção de empregos
Para o futuro, novas vagas são esperadas. Para se ter uma ideia, quase 74% das empresas entrevistadas relataram ter intenção de criar vagas no ramo de engenharia, produção (73%), gestão de qualidade (71,8%), projetos (71,3%), pesquisa e desenvolvimento (65%), segurança e saúde ocupacional (60%), meio ambiente (59%) e manutenção (58%).

O mesmo ocorre na área de gestão, por exemplo, onde a criação de novas oportunidades também foi surpreendente.

PUBLICIDADE

Das empresas que participaram da pesquisa, 59% apontaram intenções de ampliar o efetivo de funcionários no setor de compras. Em seguida, outras projeções também se destacaram, como as das áreas comercial (58%), de tecnologia da informação (56%), serviços gerais (55%), planejamento (54%), atendimento ao cliente (54%) e recursos humanos (50,1%).