EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em carreira / emprego

Amazon registra patente que rastreia funcionários durante horário de trabalho

O sistema proposto inclui dispositivos ultrassônicos colocados ao redor da sede da empresa 

Amazon
(Jonathan Weiss / Shutterstock.com)

SÃO PAULO - A Amazon registrou a patente de uma pulseira capaz de identificar a localização de seus funcionários enquanto estiverem trabalhando. A novidade é um sistema de gerenciamento de inventário composto por rastreadores e receptores utilizados para monitorar o desempenho dos trabalhadores, segundo informações do The Verge.  

O sistema proposto inclui dispositivos colocados ao redor da sede da empresa, mais especificamente nas centrais de armazenamento e distribuição, as pulseiras e um módulo de gerenciamento que supervisiona tudo.

Na prática, o funcionário dessa área colocaria a pulseira quando chegasse ao trabalho, e ela mostraria sua movimentação, como por exemplo, em que parte do estoque ele estaria. Se o trabalhador estiver se movimentando para lados que não sejam compatíveis com a sua função, a pulseira vibrará.

Embora a patente descreva essa técnica como um sistema de economia de tempo para que o funcionário circule mais facilmente dentro dos setores, o rastreamento pode ser polêmico. Isto porque a Amazon já foi acusada de impor condições impróprias no ambiente de trabalho, como semanas de trabalho de 55 horas e temporizadores de embalagens - que garantem que um trabalhador esteja embalando um numero suficiente de caixas por hora, segundo o site.

De acordo com a patente, a Amazon justifica a pulseira como sinonimo de eficiência, já que as instalações de distribuição enfrentam "desafios significativos" na velocidade de entrega de itens específicos. "As abordagens existentes para manter o controle de onde os itens são armazenados exigem muito tempo. Com a pulseira, se o funcioário errasse o caminho dentro do armazém poderia se orientar mais rapidamente", diz a descrição.

A ideia ainda está no papel, e não se sabe se vai virar realidade, mas considerando a constante expansão das instalações (em janeiro de 2017, a empresa afirmou que planejava contratar mais de 100 mil trabalhadores, com a maioria das postagens para empregos nas áreas de armazenamento e distribuição), talvez a ideia da pulseira não esteja tão distante da empresa de Jeff Bezos. 

O InfoMoney entrou em contato com a Amazon, que afirmou que daria um posicionamento. Mas até o horário de publicação desta matéria a empresa não respondeu. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.

Contato