Emprego na indústria paulista cresce apenas 0,10% em junho, aponta Ciesp

Indústria criou 2.106 postos de trabalho; o resultado é inferior ao apurado no mesmo período de 2005 (2.854 vagas)

SÃO PAULO – As contratações da indústria paulista cresceram 0,10% em junho, frente ao mês anterior, com a criação de 2.106 empregos, conforme revela a pesquisa mensal do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), divulgada nesta quinta-feira (13).

Porém, o desempenho do setor na geração de empregos no sexto mês de 2006 foi 26,21% inferior ao registrado em junho de 2005 (2.854 vagas).

No acumulado dos últimos 12 meses, houve um avanço de 0,61%, pois 12.382 novos postos de trabalho foram criados. Já no acumulado do ano, são 57.924 novas vagas abertas.

Produtos Alimentares foram destaque

PUBLICIDADE

Dentre os 21 setores pesquisados, 12 deles (representam 59,75% do estado) apresentaram desempenho positivo no mês passado.

Os destaques ficaram com Material de Transporte (1,02%), Máquinas e Equipamentos (0,37%) e Produtos de Minerais não Metálicos (0,56%).

Entre os destaques negativos estão os segmentos de Calçados (-2,36%), Mobiliário (-0,67%) e Produtos Farmacêuticos e Veterinários (-0,59%).

Matão contratou mais

Na análise regional, o levantamento revela que Matão foi o município líder em contratações no mês de junho, com o incremento de 4,71% em sua mão-de-obra, seguido por Marília (1,12%) e São Caetano do Sul (0,85%).

Apesar de figurar longe dos municípios que mais contrataram no sexto mês do ano, a capital paulista abriu 0,21% mais postos de trabalho na comparação com maio.

Na contramão dos resultados positivos, as cidades que mais demitiram em junho foram Franca (-2,69%), Jaú (-2,49%) e São Carlos (-1,64%).