Emprego na indústria paulista cresce 0,26% em setembro

Segundo a Fiesp, foram 6 mil novas vagas no mês, o que garantiu alta de 3,76% na força de trabalho do ano e de 1,02% nos últimos 12 meses

SÃO PAULO – A indústria paulista aumentou em 0,26% sua força de trabalho em setembro, sem ajuste sazonal, com a criação de 6 mil vagas. O levantamento foi divulgado nesta terça-feira (10) pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

No acumulado do ano, foram criados 78 mil postos, o que representou um aumento de 3,76%. Já no acumulado dos últimos 12 meses, a variação de 1,02% responde pela criação de 21 mil postos de trabalho.

Contratações e cortes

Entre os 21 segmentos analisados pela Fiesp, 16 deles ampliaram a mão-de-obra em setembro. Destaque para Fabricação de Máquinas para Escritório e Equipamentos de Informática, que teve avanço de 1,52% frente a agosto.

PUBLICIDADE

Na outra ponta, o segmento de Fabricação de Equipamentos de Instrumentação Médico-Hospitalares cortou 1,14% das vagas no período.

Nos últimos 12 meses, nove segmentos apresentaram desempenho negativo. O de Preparação de Couros foi o que mais demitiu (-13,77%). Em segundo lugar no corte de vagas ficou Fabricação e Montagem de Veículos Automotores, Reboques e Carrocerias, com queda de 1,87% no pessoal.

Dentre os 12 setores com desempenho positivo, merecem destaque Fabricação de Coque, Refino de Petróleo e Produção de Álcool, com expansão de 13,26% nas vagas, Fabricação de Máquinas para Escritório e Equipamentos de Informática, com aumento de 9,71% das vagas, e Fabricação de Produtos Alimentícios e Bebidas (6,61%).

Metodologia da pesquisa

A pesquisa foi reformulada e por isso não permite comparação em relação aos meses do ano passado. A nova metodologia da Fiesp agora leva em consideração 21 setores que representam mais de 1% das ocupações da indústria, e não apenas 47 sindicatos anteriormente consultados.

No ano passado, o emprego industrial cresceu 2,40%, e criou 48.419 postos de trabalho.