Emprego formal cresce 0,48% em agosto, aponta Caged

Foram 128.915 novas vagas. Nos primeiros oito meses do ano, 1.207.070 postos de trabalho foram criados em todo o País

SÃO PAULO – Em agosto foram criadas 128.915 vagas de emprego com carteira assinada no Brasil, resultado superior em 0,48% com relação a julho deste ano.

As informações fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta segunda-feira (18) pelo Ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho.

Nos primeiros oito meses do ano, 1.207.070 postos de trabalho foram criados em todo o País, enquanto no mesmo período do ano passado 1.219.234 vagas haviam sido geradas.

Setores da economia

PUBLICIDADE

No oitavo mês do ano, o setor de Serviços teve destaque e respondeu pela geração de 64.668 postos de trabalho. O Comércio cresceu e gerou 30.192 empregos no mesmo período.

A Construção Civil, por sua vez, gerou 15.283 postos. Já a Indústria de Transformação assinou 28.788 carteiras de trabalho.

A sazonalidade associada à entressafra no Centro-Sul do País fez com que a Agricultura fosse o único setor a demitir no período, com queda de 13.727 vagas.

Análise regional

A pesquisa revela, ainda, que a maior elevação no nível de emprego ocorreu na região Sudeste (63.021 postos) e na região Nordeste (32.654 empregos). Em seguida vêm o Sul (14.756), Norte (12.067) e Centro-Oeste (6.417).

Os Estados brasileiros que apresentaram os melhores desempenhos em agosto foram: São Paulo (42.291 postos), Minas Gerais (10.547 vagas) e Pará (7.852 empregos).