Emprego: ficha de cadastro deve ser a mais verdadeira possível

Não adianta dizer que trabalhou mais do que realmente fez ou que ganhava além do real. As "mentirinhas" sempre aparecem

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. A busca por uma vaga, seja para o primeiro emprego ou na tentativa de um posto melhor, exige muito cuidado e atenção.

Um currículo bem escrito e sucinto, com suas informações de contato, experiência profissional e conhecimentos, é imprescindível. No entanto, em algumas companhias, é necessário preencher um formulário de interesse pela vaga, onde os empregadores fazem questões pessoais e específicas sobre a área desejada.

Seja verdadeiro

Informações pessoais, como endereço, telefone de contato e e-mail devem estar claros, pois delas dependem um futuro contato do local.

Aprenda a investir na bolsa

No entanto, existe uma questão específica que deixa muitos candidatos na dúvida: como preencher o histórico da remuneração?

Se a vaga for para o primeiro emprego é só deixar claro que não possui esse histórico, mas se você já tem experiência, seja o mais sincero possível. Alguns candidatos acreditam que colocar um valor mais alto pode garantir um salário melhor, o que pode ser bem perigoso.

Digamos que você consiga a vaga e, na hora de levar a documentação, o novo empregador veja na sua carteira de trabalho que seu antigo salário era menor do que aquele que você colocou na ficha. Essa má impressão pode custar-lhe o novo emprego.

Outro caso que exige sinceridade é em relação ao tempo de trabalho nas empresas anteriores e ao cargo que ocupava. Deixar as informações “mais atraentes”, colocando que ficou na empresa por mais tempo que o real, ou ainda que exercia uma função mais alta do que a que realmente trabalhava podem deixá-lo em “maus lençóis”.

Forneça as informações necessárias

Deixar espaços em branco na intenção de omitir alguns fatos também não é uma boa alternativa.

Alguns empregadores só chamam os donos das fichas completas e preenchidas corretamente.

PUBLICIDADE

Portanto, se a sua intenção é realmente entrar na concorrência, preencha todos os dados com informações verídicas e aguarde a entrevista. Como diz o ditado: “Mentira tem perna curta”, e na hora de encarar o empregador de frente, com certeza, ela acabaria aparecendo.