Em novo ato, auditores-fiscais inspecionarão mais bagagens para ampliar filas em 10 aeroportos

Categoria diz que espera por sete anos o cumprimento de lei que prevê a implantação do programa de produtividade da Receita Federal

Estadão Conteúdo

Bagagem na esteira

Publicidade

Os auditores-fiscais da Receita Federal vão realizar uma intensificação de fiscalização e ampliação de amostragem nas bagagens de passageiros que chegarem ao país nesta terça-feira (30) em pelo menos 10 aeroportos. Segundo o Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional), o ato grevista poderá resultar em aumento de filas no interior dos aeroportos.

A operação-padrão já está prevista para acontecer em pelo menos dez aeroportos, afirma o sindicato.

A lista repassada pelo Sindifisco tem nove aeroportos, incluindo os maiores do Brasil, como Guarulhos, Brasília, Galeão, Confins, Viracopos, Recife e Porto Alegre. Ainda, o sindicato cita os aeroportos de João Pessoa e Corumbá.

Download Gratuito

Guia Onde Investir 2024

Descubra as melhores oportunidades para lucrar e se proteger em 2024

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Na semana passada, os auditores-fiscais fizeram greve nos portos, aeroportos e pontos de fronteira alfandegados com foco nas cargas. Há também expectativas de que a ação desta terça afete o fluxo de mercadorias em pontos de fronteiras terrestres ainda não definidos.

“Os auditores-fiscais esperam por sete anos o cumprimento da lei 13.464, que prevê a implantação do programa de produtividade da Receita Federal. Não tendo mais condições de aguardar, a categoria se mobilizou durante os anos de 2022 e 2023, e agora, como último recurso, deflagrou o movimento grevista. Para diminuir os efeitos negativos para a população, estamos respeitando rigorosamente as prioridades legais para medicamentos, alimentos perecíveis e cargas vivas”, afirma o diretor do Sindifisco Nacional, Alexandre Teixeira.

A categoria também irá realizar um ato em frente ao Ministério da Fazenda, em Brasília, na próxima quarta-feira (31), a partir das 10 horas.