Trabalho

Em greve pelo 11º ano seguido, bancários fecham 622 agências em SP

A Contraf-CUT ainda não publicou o balanço nacional da adesão à greve, mas deve fazê-lo durante a noite

arrow_forwardMais sobre

O primeiro dia da greve dos bancários contou com a adesão em 626 locais de trabalho em São Paulo, Osasco e região, informou o sindicato nesta terça-feira, 30. Deste total, foram quatro centros administrativos e 622 agências que não abriram as portas. O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região estima que esse número representa a participação de cerca de 16 mil trabalhadores.

 

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT (Contraf-CUT) ainda não publicou o balanço nacional da adesão à greve, o que deve ocorrer ainda na noite desta terça-feira.

PUBLICIDADE

 

Os bancários aprovaram ontem à noite o início da greve por tempo indeterminado. Entre as principais propostas, o Comando Nacional dos Bancários reivindica reajuste salarial de 12,5%, mas a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ofereceu aumento de 7,35%, sendo que para o piso da categoria o aumento proposto foi de 8%.