Em agosto, Brasil deve gerar número recorde de empregos, diz Lula

"Certamente vamos bater outra vez recorde. Devemos ter por volta de 150 mil empregos", afirma

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A geração de empregos formais em agosto deve chegar a 150 mil e bater recorde, nas palavras do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

A declaração foi feita nesta segunda-feira (14), durante entrevista a rádios de Roraima.

“Certamente vamos bater outra vez recorde de criação de empregos. Devemos ter por volta de 150 mil empregos. Enquanto o mundo inteiro está tendo desemprego, vamos chegar ao fim do ano com quase 1 milhão de novos postos criados com carteira de trabalho assinada”, afirma.

Aprenda a investir na bolsa

Ele lembrou ainda, de acordo com informações da Agência Brasil, que os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) serão divulgados na próxima quinta-feira (17) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Últimos números

Em julho deste ano, foram registrados 138.402 novos postos de trabalho, o melhor saldo no ano e o quarto maior da série histórica, segundo dados do cadastro. O número é 0,43% maior do que o registrado no mês anterior, mas é menor do que o que havia sido obtido em igual período do ano passado, quando foram criadas 203.218 vagas.

O Caged indica ainda que, no acumulado do ano, o saldo é de 437.908 vagas abertas.