Economistas fecham o ano otimistas em relação ao cenário econômico

Em dezembro, ISE, que varia de zero (pessimismo total) a 200 (otimismo total), atingiu 110 pontos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os economistas permanecem otimistas em relação ao futuro do cenário econômico brasileiro. É isso que é percebido pelo ISE (Índice de Sentimento dos Especialistas em Economia) de dezembro.

Medido pela Fecomercio-SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo) em parceria com a OEB (Ordem dos Economistas do Brasil), o ISE apresentou uma redução de 1,4% na comparação com novembro, atingindo 110 pontos.

É importante sublinhar que o índice varia de 0 (pessimismo total) a 200 (abaixo de 100 denota pessimismo e, acima, otimismo; a pontuação 200 revela otimismo total).

Aprenda a investir na bolsa

Trata-se de um resultado positivo, já que o índice permanece no patamar de otimismo pelo quarto mês consecutivo. Na comparação anual, a variação foi de 54,7%, já que, em dezembro de 2008 o ISE teve o pior resultado da série, com 71,1 pontos.

Receio
Apesar de o resultado geral ser positivo, os economistas permanecem receosos com relação a três fatores, cuja pontuação indica pessimismo:

  • Gastos públicos (11 pontos; -35,2%)
  • Taxa de inflação (82,4 pontos; -4,5%);
  • Taxa de juro (73,7 pontos; -9,8%).

De acordo com o levantamento, os economistas acreditam no aumento expressivo dos gastos públicos, sem indicação de que possa ocorrer redução.

Além disso, existe uma preocupação com uma pressão de preços para o próximo ano, devido ao aquecimento da economia e, para conter essa maior demanda, o Banco Central deverá subir a taxa de juro básica.

“Esses três itens devem continuar no patamar de pessimismo nos próximos meses, influenciando negativamente o índice geral”, afirmou o economista da Fecomercio, Guilherme Dietze.

Itens que apresentaram otimismo
Mas outros fatores contribuíram para a permanência do ISE deste mês. Seis dos nove itens analisados ficaram acima dos 100 pontos:

  • Nível de Atividade Interna – PIB, que ficou com 179,3 pontos (+2,4%);
  • Cenário Internacional (162 pontos, -1,3%);
  • Nível de Emprego (142,3 pontos, -1%);
  • Salários Reais (113,6 pontos, -4,5%);
  • Oferta de Crédito ao Consumidor (124,1 pontos, + 11,7%);
  • Taxa de Câmbio (101,6 pontos, -4%)

PUBLICIDADE

 Composição
O ISE é composto por dois subíndices: o Atual, que analisa o sentimento dos economistas em relação ao presente, e o Futuro, que mede o sentimento quanto ao futuro.

O levantamento é realizado mensalmente, contando com entrevistas com cerca de cem economistas renomados de todo o País.