Confira

É introvertido? Sua personalidade é cada vez mais valiosa no mercado de trabalho

Renato Trindade, gerente da recrutadora Page Personnel, explica por que esses profissionais têm sido valorizados em diferentes empresas 

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Pessoas introvertidas podem, inicialmente, ter dificuldades em lidar com algumas situações de trabalho – reuniões, interagir com colegas, trabalhos em equipe, entre outras. Isso não significa, entretanto, que não exista espaço no mercado de trabalho para os que têm tal característica.

“As pessoas introvertidas, de perfil voltado para os seus próprios pensamentos, terão que lidar com a necessidade de grande exposição de nosso tempo, isso não tem jeito. Mas não significa que essa tendência de direcionar a energia mental para o interior de si seja inimiga do crescimento profissional”, explicou Renato Trindade, gerente da recrutadora Page Personnel.

Ele explica que as características de uma pessoa introvertida podem ser transformadas em habilidades que complementam o perfil do profissional e são valorizadas por todas as empresas, de todos os setores diferentes. Entre elas: capacidade de concentração, poder analítico, feedbacks mais atenciosos e até mesmo um perfil de liderança com “mais empatia”, segundo Renato.

Aprenda a investir na bolsa

Esse é um processo que o mercado de trabalho já começou a entender – e tem se tornado uma tendência. “O mercado de trabalho associou por muito tempo o perfil extrovertido aos profissionais com maior potencial para o sucesso. Porém, cada vez mais, tem se percebido a necessidade de ter dentro do time ambos os perfis, agregando o lado mais introspectivo e centrado dos introvertidos dentro do dia a dia corporativo”, disse o executivo.

Trindade ainda comentou e explicou algumas das oportunidades que os introvertidos têm com esse perfil. Confira:

Capacidade de abstração
Ao solucionar um problema ou lidar com situações de perspectiva mais subjetiva, profissionais introvertidos são capazes de “olhar além” para encontrar um caminho que nem sempre é óbvio. Não é de hoje que essa habilidade é valorizada: Steve Jobs era defensor do uso da abstração em processos criativos e, muito antes dele, o filósofo grego Aristóteles já trabalhava com este conceito.

Fuja da poupança, o PIOR investimento do mercado. Abra sua conta na XP Investimentos.

Escuta altruísta
Em conversas particulares, os introvertidos são ótimos ouvintes. Isso porque, segundo Renato, não se distraem facilmente com situações externas e conseguem “focar inteiramente naquilo que lhes está sendo dito”.

“Por conta disso, eles também são considerados ótimos vendedores, pois conseguem entender de fato o que o cliente quer e, a partir disso, expor os produtos que mais se encaixam na sua necessidade ou desejo”, explicou o executivo.

PUBLICIDADE

Liderança empática
Como líderes de um time, esses profissionais conseguem “passar mais segurança e senso de importância” para seus subordinados. “Isso faz com que os profissionais estejam mais motivados e dispostos a alcançar suas metas”, disse Renato.

Além disso, eles “têm uma percepção mais sutil dos fatos ao seu redor” e conseguem trazer uma visão mais profunda para seus projetos e metas.