Recursos humanos

Donald Trump representa o maior erro cometido em gestão, diz especialista no assunto

Por que Dave Ulrich despreza a figura de Donald Trump e o que ele pensa sobre gastar energia com isso

SÃO PAULO – “Existe um homem concorrendo à presidência dos Estados Unidos que é 100% autêntico. Ele diz tudo o que pensa, quando quer. E está sempre errado”, assim começou a palestra mais recente de Dave Ulrich, cidadão norte-americano, professor da Universidade Michigan e autor de 25 best-sellers, considerado o pai do RH moderno.

Em sua fala para um evento sobre adaptação e transformação na crise, o Fórum de Lideranças promovido pela Câmara Americana de Comércio (Amcham), Ulrich apresentou diversas vezes o nome de Donald Trump, que além de atual candidato é empresário, investidor e apresentador e criador do programa The Apprentice. Todas essas menções foram extremamente negativas.

Ele explica a ojeriza à figura midiática: “essa pessoa [Trump] criou um reality show exclusivamente para demitir pessoas: seu approach no sentido de liderança de pessoas é completamente errado”, atacou Ulrich em determinado momento.

PUBLICIDADE

Para ele, bem como os demais palestrantes do evento, saber administrar pessoas é essencial para os negócios: “o primeiro nível de enfoque para realizar mudanças e inovações na sua empresa é o indivíduo, isso, engajamento, é o coração de qualquer transformação”, explica o guru, por isso, é essencial estimular as pessoas que erraram a aprender com seus erros, em vez de puni-las e demiti-las imediatamente.

Depois deste nível, ele afirma que mudanças acontecem por meio de iniciativas (segundo nível) e só então institucionalmente.

Embora seja abertamente contrário a Trump, Ulrich confessou perder um tempo considerável em fóruns na internet fazendo comentários anônimos a respeito do candidato. Isso, de acordo com ele, é um erro. “Se eu tenho isso de energia”, diz, levantando os dois braços, “isso aqui eu gasto com Trump”, completa, levantando um pouco menos. “Em vez disso, eu deveria estar usando toda a minha energia em coisas que eu mesmo posso fazer, iniciativas próprias”, ensina o famoso executivo.