Disparidade: na área de Vendas, homens ganham até 62% mais do que mulheres

Pesquisa aponta que a vantagem masculina é verificada tanto entre assalariados quanto em comissionados

SÃO PAULO – A diferença salarial entre homens e mulheres ainda surpreende. Pesquisa da ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil) e Toledo & Associados, divulgada na última terça-feira, revela que, na área de Vendas, os homens ganham até 62% a mais do que as mulheres.

Vantagem masculina

O estudo destaca que esta diferença é verificada tanto entre os assalariados (média da remuneração para homens: R$ 2,1 mil; mulheres: R$ 1,5 mil) quanto entre os comissionados (média para homens: R$ 3,4 mil e mulheres: R$ 1,7 mil).

Em relação à idade, em média os homens vendedores são mais velhos do que as mulheres. Eles têm entre 20 a 49 anos, enquanto elas estão, geralmente, na faixa entre 20 e 29 anos.

Perfil do profissional de Vendas

PUBLICIDADE

Além das diferenças, a pesquisa conseguiu captar, de forma ampla, o perfil destes profissionais: têm, em média, 36 anos, 73% são das classes A e B, 98% possuem escolaridade igual ou superior ao ensino médio completo e, na maioria, têm imóvel próprio (77%). Estão na profissão há cerca de 10 anos e têm renda média pessoal de R$ 2,4 mil.

Indiferente do setor de atuação, 74% dos vendedores, homens e mulheres, trabalham com carteira assinada. Mais da metade (53%) recebe salário fixo mais comissão.