Discussão sobre o aumento real dos benefícios do INSS fica para a próxima semana

Data do próximo encontro e índice do reajuste dependem do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva

SÃO PAULO – Os representantes dos aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) se reuniram na última quarta-feira (15) com o Ministério do Trabalho e Emprego, da Previdência Social e dos Transportes, para discutir o reajuste do benefício para os que ganham mais de um salário mínimo.

Outras questões, como o cumprimento do Estatuto do Idoso, a implantação de farmácias populares nas entidades representativas e de uma cesta de medicamentos para idosos, além da antecipação da metade do 13º salário para o meio do ano e do reajuste dos benefícios para abril, também foram discutidas.

Resoluções

Durante a reunião, ficou resolvido que as farmácias populares irão conceder descontos de 90% nos remédios para hipertensão e diabetes aos aposentados e pensionistas, e as da rede privada, 10%.

PUBLICIDADE

As questões econômicas, como o aumento real dos benefícios, ainda serão analisadas em uma segunda reunião, sem data definida, mas que será realizada na próxima semana. A data do próximo encontro e o índice do reajuste dependem de parecer do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.