Direito: cadastro único dará mais poder de negociação aos trabalhadores

Profissionais poderão acessar Sistema Mediador no site do Ministério do Trabalho, o que trará mais transparência

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Profissionais de todo o Brasil que quiserem informações sobre convenções e acordos coletivos de trabalho negociados por sindicatos poderão acessá-las no site do Ministério do Trabalho (www.mte.gov.br).

O cadastro é chamado de Sistema Mediador e estava sendo testado desde fevereiro. Com ele, trabalhadores, sindicatos e empregadores não precisarão se dirigir até a Delegacia Regional do Trabalho para ter acesso aos processos de negociações.

Poder aumenta

De acordo com o presidente da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Antonio Neto, o novo sistema facilitará a pesquisa e ainda dará mais poder de negociação aos trabalhadores.

Aprenda a investir na bolsa

“Informação é poder. Se o trabalhador souber o que o sindicato está fazendo, vai poder cobrar atitudes, indagar por que o piso é maior na cidade vizinha. Vai haver um somatório de esforços para que a gente possa ter melhores condições, seja de trabalho, de salário e de vida”, afirmou.

Ainda de acordo com ele, o sistema permite a análise de tendências de negociação. “Por exemplo, vai poder dar para os sindicatos um apanhado de todos os pisos nacionais, reajustes nacionais, cláusulas de segurança do trabalho e benefícios concedidos”, disse à Agência Brasil.

Transparência maior

Para o secretário de relações do trabalho do MTE, Luiz Antonio Medeiros, o sistema dará mais transparência às negociações.

“O acordo firmado entre trabalhadores e empresários ou uma convenção coletiva de trabalho se torna lei depois de depositado no Ministério do Trabalho. Mas muitas vezes estas leis não são conhecidas. Esse projeto significa transparência total”.

Ele ainda disse que o Mediador ajudará os profissionais na busca por uma opção sindical, já que poderá comparar resultados.