Dieese: trabalhadores de São Paulo receberão, em média, R$ 1.165 de décimo-terceiro

Das 17,19 milhões de pessoas que deverão receber o benefício este ano, 63% correspondem aos empregados formais

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os trabalhadores da capital paulista receberão, em média, R$ 1.165 de décimo-terceiro salário este ano, de acordo com estimativas divulgadas nesta quinta-feira (1) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

O montante médio é o segundo maior do País, perdendo apenas para o do Distrito Federal, que é de R$ 1.947.

Média por categoria

Segundo o Dieese, os assalariados do mercado formal de São Paulo receberão o maior valor médio de décimo-terceiro salário, R$ 1.451,55, contra R$ 692,30 dos beneficiários do INSS e R$ 525,72 dos empregados domésticos com carteira assinada.

Aprenda a investir na bolsa

Das cerca de 17,19 milhões de pessoas que deverão receber o benefício este ano na capital paulista, 63% correspondem aos empregados com carteira assinada, 33,4% são aposentados e pensionistas da Previdência Social e 3,6%, empregados domésticos formais.

Considerando os R$ 21 bilhões que serão recebidos pelos trabalhadores de São Paulo, 74,8% (R$ 15,7 bilhões) irão para os empregados formais, 18,9% (R$ 3,97 bilhões) para os beneficiários do INSS e 1,5% (R$ 323,6 milhões) para os domésticos.

31% do montante nacional

Ainda de acordo com o estudo, o dinheiro do décimo-terceiro salário destinado a capital paulista representa aproximadamente 31% do total do Brasil e 62% do total da região Sudeste. Já o contingente de beneficiários da região corresponde a 26,9% do total nacional e 54,6% do Sudeste.