DF é o local que reúne mais condições de atrair e manter talentos criativos

Considerando a quantidade de empregos em setores criativos, a cidade de Campinas, no interior paulista, ocupa a 1ª colocação

SÃO PAULO – O Distrito Federal é a unidade federativa do país que reúne mais condições de atrair e manter talentos criativos, segundo revela o Índice de Criatividade das Cidades, divulgado nesta quinta-feira (28) pela Fecomercio-SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo).

O índice, que considera fatores econômicos, sociais e de potencial criativo nas 50 maiores cidades do país, evidencia que as localidades com melhores condições socioeconômicas têm mais potencial para atrair e reter talentos criativos.

“O poder econômico entra, principalmente, no investimento em educação. Tendo educação de qualidade, se consegue atrair talentos e, com isso, se atrai empresas para se instalar nessa cidade. Automaticamente, tudo isso passa a se desenvolver melhor”, diz o presidente do Conselho de Criatividade e Inovação da Fecomercio-SP, Adolfo Melito.

PUBLICIDADE

Ainda considerando o índice geral, os estados do Rio de Janeiro e São Paulo aparecem na segunda e terceiras posições, quando o assunto é atrair e manter talentos criativos.

Subíndices
O índice de Criatividade das Cidades é dividido em três subíndices: geral econômico, geral social e geral criativo. Este último considera o número de empregados dos setores criativos, de empregados total, proporção entre emprego criativo e emprego total.

Neste sentido, pela sua política de educação e pela quantidade de empregos em setores criativos, a cidade de Campinas, no interior paulista, ocupa a primeira colocação do ranking, seguida por Londrina, no Paraná, e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Por estado, ainda considerando somente o subíndice geral criativo, o Rio de Janeiro é o primeiro colocado, com o Distrito Federal em segundo lugar e São Paulo em terceiro.