Desemprego é a principal causa da inadimplência, aponta ACSP

Dos entrevistados, 42% adquiriram dívidas por ter perdido o emprego ou por alguém da família ter ficado desempregado

SÃO PAULO – O desemprego foi citado como a principal causa da inadimplência em setembro deste ano, apesar da queda na participação de oito pontos percentuais frente ao mesmo período do ano passado, segundo dados da Pesquisa de Inadimplência, realizada pela ACSP (Associação Comercial de São Paulo) e divulgada nesta quarta-feira (30).

Entre os 922 entrevistados para o estudo, 36% afirmaram que ficaram desempregados e, por isso, não conseguiram manter as contas em dia. Outros 6% apontaram o desemprego de alguém da família. A falta de controle nos gastos também foi um dos motivos apontados, embora com índice bem menor, de 15%.

Comparando com os dados da pesquisa realizada há um ano, o desemprego também liderava como motivo maior da inadimplência, com 50% das respostas dos 618 entrevistados.

Outras causas
Além do descontrole e do próprio desemprego, ter sido fiador ou ter recebido salário atrasado também foram as razões que levaram as pessoas a ficarem inadimplentes, conforme a tabela a seguir:

MotivoSetembro de 2008Setembro de 2009
Ficou desempregado46%36%
Alguém da família ficou desempregado4%6%
Doença em família6%7%
Descontrole do gasto17%15%
Queda de renda5%8%
Ter sido fiador ou avalista17%11%
Atraso no salário2%7%
Outros3%10%