Desemprego é a maior causa da inadimplência, afirma ACSP

Mais da metade dos inadimplentes adquiriram dívidas após perder o emprego ou pelo desemprego de alguém da família

SÃO PAULO – A Pesquisa de Inadimplência, realizada pela ACSP (Associação Comercial de São Paulo), mostrou que o desemprego foi a principal causa da inadimplência em março deste ano.

Entre os 823 entrevistados para o estudo, 56% afirmaram que o desemprego próprio ou de alguém da família era o motivo por estarem endividados. Porém, 73% deles afirmaram que estão trabalhando atualmente.

Outras causas

Além do desemprego, 13% das pessoas apontaram o descontrole dos gastos, e outros 13% por terem sido fiadores, avalistas ou terem “emprestado” o nome a alguém.

PUBLICIDADE

Ter a renda diminuída também foi apontado como fator por 6% das pessoas, além de ter alguém doente na família (5%), ter recebido o salário com atraso (2%) e outros motivos (5%).

Confira abaixo os motivos que levaram as pessoas a contrair dívidas:

MotivoMarço de 2008Março de 2007
Ficou desempregado52%53%
Alguém da família ficou desempregado4%3%
Doença em família5%4%
Descontrole do gasto13%10%
Queda de renda6%4%
Ter sido fiador ou avalista13%14%
Atraso no salário2%2%
Outros5%10%

Renda e idade

Considerando a renda familiar, 23% disseram que ganham entre R$ 761 e R$ 1 mil, outros 23% recebem entre R$ 1 mil e R$ 2 mil. Já 19% dos entrevistados ganham entre R$ 501 e R$ 760, 12%, entre R$ 381 e R$ 500, 10%, acima de R$ 2 mil, 8%, de R$ 201 a R$ 380, e 5%, entre R$ 100 e R$ 200. Na classificação por idade, foi constatado que a maioria (30%) tem entre 31 e 40 anos.