Emprego

Desempregado? Veja as áreas que ainda possuem vagas no mercado

Estagiários e profissionais da área de TI têm tudo para se dar bem na crise

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O aumento do desemprego tem sido algo muito comentado quando o assunto é crise. De acordo com a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a taxa de desemprego de 8,6% no País para o trimestre até julho é a maior da série histórica, iniciada em janeiro de 2012.

Alguns setores, inevitavelmente, acabam sofrendo mais que outros, é o caso das indústrias automobilísticas. Por outro lado, não se pode perder de vista o fato de que a vida no mundo corporativo continua e muitas empresas continuam contratando.

“Não podemos ignorar os efeitos negativos da crise sobre a renda e a instabilidade que ela traz ao mercado de trabalho, mas também não podemos desprezar a realidade de que muitas empresas seguem contratando”, afirma Luciana Caletti, CEO da Love Mondays. “Em muitos casos a contratação se deve à substituição de profissionais, mas há também setores que sentem menos os efeitos da recessão e que seguem aumentando o quadro de funcionários”.

PUBLICIDADE

Segundo dados de uma pesquisa realizada pelo Love Mondays, na qual determina os perfis das vagas que ainda estão disponíveis no País, 73% das oportunidades estão concentradas na Região Sudeste. Em seguida estão a Região Sul, com 11% das vagas e Centro-Oeste, com 8%. As regiões Norte e Nordeste possuem 4% das vagas de emprego cada uma.

O estado de São Paulo é aquele, no Sudeste, que tem mais oportunidades (61%), com destaque para a capital, que oferece 46% das vagas, enquanto Rio de Janeiro e Porto Alegre oferecem 6% e 5%, respectivamente.

Os cargos mais procurados
Um dos aspectos que mais chama a atenção no levantamento é que 34% das vagas estão concentradas em posições na base da pirâmide, ou seja, para profissionais que se encontram em fase inicial de carreira.

Já as vagas para cargos gerenciais ficam com 12% das posições, seguida de consultores (6%), cargos técnicos (6%) e desenvolvedores (6%). 

Confira o quadro abaixo:

NívelMédia Salarial Nacional*Disponibilidade de vagas
Fonte: Love Mondays
*Média salarial nacional inclui salários em empresas privadas e instituições públicas
AnalistaR$ 4.12220%
EstagiárioR$ 1.28814%
GerenteR$ 7.00011%
ConsultorR$ 4.7628%
Vendedor/ComercialR$ 1.8937%
TécnicoR$ 2.9296%
DesenvolvedorR$ 3.9676%
AssistenteR$ 2.1815%
SupervisorR$ 3.9055%
CoordenadorR$ 3.9054%
OperadorR$ 1.6373%
Diretor/ExecutivoR$ 16.7892%
ContadorR$ 5.2522%
EspecialistaR$ 7.9702%
AuxiliarR$ 1.3292%
AprendizR$ 7491%
EngenheiroR$ 7.4411%
Outros– – –2%

Setores que mais estão contratando
Das 2.364 vagas anunciadas no portal, 36% correspondem a posições oferecidas por empresas dos setores de TI e Telecom; bens de consumo com 21% e Serviços financeiros com 17% completam os setores que representam mais de 70% do total de posições oferecidas no levantamento. 

PUBLICIDADE

Luciana destaca o quanto é interessante ver que o setor de tecnologia da informação continua aquecido. “Mesmo em tempos de crise, os investimentos nesta área continuam crescendo, pois eles permitem que as empresas criem um diferencial competitivo, automatizem processos para melhorar a eficiência e, portanto, reduzir os custos”, comenta.

 Confira abaixo:

SetoresDisponibilidade de vagas
Fonte: Love Mondays
TI e Telecom36%
Bens de Consumo21%
Serviços Financeiros17%
Manufatura Industrial6%
Consultoria e Contabilidade6%
Mídia e Comunicação4%
Agropecuária3%
Automotivo2%
Farmacêutica e Saúde1%
Serviços a Empresas1%
Viagens, Turismo e Lazer1%
Energia1%