Desempenho: você consegue avaliar o seu?

Atenção à pergunta: quando seu chefe dá uma bronca "daquelas" na equipe, fica com a clara percepção de que ele está se dirigindo a você?

SÃO PAULO – Em um dia “daqueles”, seu chefe chama seu grupo numa sala e faz mil reclamações, sem se dirigir especificamente a uma pessoa, esperando entretanto atingir o “alvo” certo. Nestas situações, sua reação é de se sentir culpado ou você fica olhando à sua volta, procurando identificar o autor da obra?

Fique de olho em sua atitude
As duas respostas merecem análise e cautela. O fato de sempre se sentir culpado é positivo por um lado, pois reflete seu grau de responsabilidade. Porém, se realmente houver motivo para as críticas e você não se esforçar para mudar isso com o passar do tempo, poderá se habituar e até mesmo achar sua postura natural. A acomodação seria seu próximo passo.

Já se está sempre procurando identificar culpados, a atenção deve ser redobrada. Sua percepção pode estar bastante equivocada, o que pode prejudicar e muito o seu desempenho.

PUBLICIDADE

Você está no caminho certo?
Por mais que a empresa onde você trabalha não lhe forneça indicadores claros sobre o seu desempenho, com procedimentos formais de avaliação ou conversas periódicas com seu supervisor, você deve fazer sua parte.

Isso envolve uma boa dose de auto-análise, de avaliar suas atitudes e de identificar possíveis falhas. Entretanto, para isso, é necessário que você possua uma visão global da empresa: onde pretende chegar e qual o seu papel neste objetivo. O motivo é óbvio: se você não consegue enxergar como pode contribuir para o avanço da corporação, não tem condições de justificar por que foi contratado, certo?

Abertura ao diálogo
Como se trata não apenas de um emprego, mas da construção de sua carreira, que deve ser fortalecida a cada dia, uma conversa franca com seu chefe poderá lhe ajudar muito, caso não tenha condições de chegar a todas estas respostas sozinho.

O motivo é simples: você quer crescer e não há mal algum nisto, pelo contrário. Portanto, procure ouvir de seu supervisor críticas sobre seu trabalho e esteja preparado para pedir sugestões de melhoria. Com o tempo, perceberá o quanto tem a ganhar.