Desafio do líder nos próximos anos: atingir a grandeza organizacional!

Para especialista, para chegar nesse patamar, os gestores devem ficar de olho nos colaboradores e nos processos

SÃO PAULO – A pouco mais de um mês para o próximo ano, novas estratégias, promessas e objetivos são traçados. Os líderes também precisam ficar atentos aos novos desafios. E um dos principais deles é ajudar a empresa a atingir a grandeza organizacional, segundo afirmou o presidente da consultoria FranklinCovey Brasil, Paulo Kretly, em encontro realizado na última sexta-feira (26), em São Paulo.

Grandeza organizacional é quando a empresa atinge um desempenho sustentável, consegue captar clientes leais, desenvolve colaboradores competitivos e dá uma contribuição singular para o mercado. “As empresas que aliam essas quatro áreas conseguem ter um crescimento sustentável duas vezes mais rápido que as concorrentes e uma rentabilidade 50% maior”, afirma.

Para chegar a esse nível, porém, o papel do líder é fundamental. “Quando você tem grandes líderes, você tem grandes equipes e consegue atingir grandes resultados”, diz. Por isso, os gestores devem preparar a agenda para o próximo ou próximos anos, pois a grandeza organizacional deve estar na lista de objetivos a serem atingidos.

Desafios
Para Kretly, não faz muito tempo os ativos mais valiosos de uma empresa eram os materiais. Hoje, são o conhecimento e a produtividade da equipe. E ter isso em mente é o primeiro passo para que os líderes consigam atingir o grau máximo de gestão.

Para se alcançar a grandeza corporativa, os líderes também têm outros desafios. Um dos mais difíceis é perceber, aceitar e trabalhar a interdependência. Kretly explica que, por mais que os setores e as equipes estejam separados, eles trabalham, de maneiras diferentes, em prol de um único resultado.

Não é fácil perceber as particularidades de cada equipe, desenvolvê-las e fazer com que elas “trabalhem” junta, outro desafio dos líderes que querem alcançar grandes resultados nos próximos anos. “O líder que tiver essa visão terá mais sucesso nessa década e alcançará resultados grandiosos”, afirma Kretly.

Observar os colaboradores que fazem parte da sua equipe é fundamental para se chegar a esse resultado. “É preciso desenvolver indivíduos eficazes”, ressalta Kretly. Para alcançar essa interdependência, os gestores devem dar oportunidades para os colaboradores se envolverem mais nos projetos. “Sem envolvimento, não há comprometimento”, considera.

E nem a falta de talentos, reclamada por muitos agentes do mercado, pode impedir esse desenvolvimento. “É mais difícil, mas é possível”, diz. Uma saída é o aprimoramento dos profissionais que fazem parte da equipe.

Olho na execução
Ficar atento aos resultados pode ser para muitos líderes o principal incentivo para ele e para a equipe. Contudo, para se alcançar a grandeza organizacional, portanto, é preciso verificar mais que isso. “Dar foco na execução da estratégia e não só no resultado que se quer alcançar pode fazer a diferença”, finaliza Kretly.

PUBLICIDADE