Você foi afetado?

Desaceleração da economia faz empresas diminuirem aumentos salariais

Para este ano, estudo da Page Personnel prevê reajuste de 10% a 20%. Em 2013, ele foi de 20% a 30%

SÃO PAULO – O salário do trabalhador brasileiro terá um reajuste mais modesto neste ano. De acordo com um levantamento realizado pela empresa de recrutamento Page Personnel, a remuneração deve ter um aumento médio de 10% a 20% em 2014, enquanto no ano passado, ele foi de 20% a 30%.

O reajuste menos atraente é referente aos profissionais técnicos e de suporte à gestão. “As empresas estão chegando no limite orçamentário e despesa com folha salarial é um dos itens mais onerosos”, explicou o gerente executivo da Page Personnel, Ricardo Haag.

Segundo o executivo, vendas desaquecidas e os custos em alta pressionaram empresas a diminuir os gastos com salários. “Apesar do cenário mais conservador, há uma expectativa de que os salários sejam reajustados acima da inflação prevista para o ano”, acrescenta.

PUBLICIDADE

Contudo, a pesquisa revela que nem todos os profissionais terão reajustes menores que em 2013. Há empresas dispostas a oferecer uma proposta mais atraente aos profissionais que apresentarem um conhecimento técnico mais qualificado e experiência comprovada. Isso porque, na avaliação de Haag, o mercado passa por uma escassez de talentos.

“Há casos onde ainda faltam profissionais talentosos, o que obriga as empresas a oferecerem propostas salariais superiores a 20%, mas não é o que deve acontecer na maioria dos casos”, conta o executivo. “Profissionais das áreas de Vendas, Engenharia e Recursos Humanos estão mais propensos a receberem propostas de outras empresas, forçando o empregador a oferecer salário e benefícios mais atraentes”, conclui.