Departamento financeiro é cada vez mais valorizado pelas empresas brasileiras

Para 96% delas, área de Finanças deixou de ser apenas técnica para se tornar essencial na estratégia da companhia

SÃO PAULO – O departamento financeiro das empresas não é mais visto apenas como uma área técnica responsável por números, mas sim como uma parte estratégica na decisão dos negócios da companhia.

Um levantamento realizado pela empresa de recrutamento Robert Half, com 2.819 executivos de média e alta gerência em 13 países, revelou que, para 96% das empresas brasileiras, o departamento de Finanças passou a se enquadrar de maneira decisiva nas questões estratégicas da companhia.

A média global apurada na pesquisa sobre a atuação do setor financeiro nessas situações está em 68%, o que significa que o Brasil está muito acima dela.

PUBLICIDADE

De acordo com a consultoria, a imagem dos profissionais de Finanças e Contabilidade mudou nos últimos cinco anos, alterando a concepção antes existente de que eles eram apenas “devoradores” de números. Atualmente, o departamento financeiro passou a ser mais questionado sobre temas como implantação de projetos.

Os mais requisitados
Outro ponto abordado pela pesquisa diz respeito aos profissionais mais desejados nas áreas de Finanças e Contabilidade. O que se viu foi um forte apelo por aqueles que possuem habilidades em tecnologia da informação (48%) e conhecimento das novas regulamentações (39%). Conforme o estudo registrou, as empresas brasileiras seguem a tendência mundial nessa avaliação.

Na opinião do diretor de Operações da Robert Half, William Monteath, cada vez mais são exigidos desses profissionais o domínio de habilidades como comunicação e liderança, além de conhecimentos específicos como os de TI. 

“O papel cada vez mais estratégico desses profissionais demanda uma visão completa do negócio. Por esse motivo, o mercado valoriza conhecimentos em áreas distintas”, afirma.